The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Ares em Sex Dez 02, 2016 1:05 pm

As Coortes estavam agitadas com a invasão dos monstros em seu acampamento, algo que até o momento jamais havia sido cogitado. As entradas eram fortemente guardadas, não podiam acreditar que uma tragédia dessa magnitude houvesse acontecido. Os pontos focos eram apenas dois, porém aqueles dois eram o suficiente para causar muita dor de cabeça a todos os envolvidos.

O pequeno grupo de semideuses qualificados foram escolhidos para enfrentar um dos monstros que aparecera. Um basilisco que circundava os aquedutos de Nova Roma e Becka, Madeline, Andrew e Guilherme teriam que cuidar daquele pequeno imprevisto.


Como verdadeiros guerreiros os três marcharam até onde supostamente o monstro se encontrava. E assim como esperado, lá estava ele, com seu corpo de serpente e seus 30 metros de comprimento, enrolado em uma das colunas que sustentava a base do enorme monumento.

A cobra se esgueirou lentamente, olhando nos olhos de cada um dos quatro semideuses com suas grandes orbes escarlates. Todos ali sentiam seus corpos fraquejarem, e um medo assolador invadir suas mentes, não sabiam se conseguiriam se mexer tão cedo. Apenas sentiam um cheiro pútrido invadir suas narinas e seus músculos queimando com intensidade.



Andrew Watanabe
HP - 90/100 - Envenenado -10 de HP por turno.
MP - 100/100


Becka Klasfox La'Fontaine
HP - 370/370 - Imune a venenos
MP - 370/370


Guilherme R. Mckinnon
HP - 90/100 - Envenenado -10 de HP por turno.
MP - 100/100

Madeline Phillips
HP - 120/130 - Envenenada -10 de HP por turno.
MP - 130/130

Basilisco
HP - ???/???
MP - ???/??? - 30 de MP

OBS:
Nesse turno vocês possuem somente duas ações, nos próximos terão 3 novamente.

Regras:

- Minimo de 7 linhas por postagem
- Cada uma de vocês têm 3 ações para fazer, passivas não contam como ação, nem buffs. Avançar até o monstro conta como uma ação.
- Vocês têm até amanhã (Sábado 03/12/16) ao meio-dia para postar.
- Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
- Que a sorte esteja com você
- USO DE MASCOTES ESTÁ PROIBIDO
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Andrew Watanabe em Sex Dez 02, 2016 9:11 pm


Kurutte Hey Kids!!
Algo: ??? | Algo: ??? | Algo: ???

Viva. Iupii. Andrew fora escalado junto com outros quatro semideuses para uma missão onde eles matariam monstros que apareceram dentro do perímetro do acampamento. Mas como? Onde? Quando? Half-life 3 Confirmado? Nenhum outro atraso no lançamento de Persona 5? Impossível saber por agora.

Por isso, assim que recebera as suas ordens, o nipônico foi até o seu alojamento e tratou de pegar o seu arsenal: a sua Senbonzakura (sim, ele chamava a espada que ganhou de presente de sua mãe assim. "Obrigado mamai"), e é sempre bom relembrar dela, já que era a sua espada predileta e a que ele mais usava; as luvas que ao seu comando viravam garras e que, se acertassem um inimigo, permitiam a ele dar uma ordem simples (como ele não fazia ideia do que estava enfrentando, o filho de Vênus resolveu se preparar para tudo); um bracelete de ouro fino que virava uma espada bem legal; um frasco de perfume que, se acionar a válvula ao contrário, criava uma nuvem espessa e negra, o que permitia a ele sair de fininho se precisasse; um relógio suíço de ouro celestial que, se pressionado no botão direito central, permitia a ele se mover mais rápido que o normal, mas que precisava recarregar depois de uns tempos; uma katana envolta em uma bainha negra, com uma lâmina de ferro negra, a Kusanagi (sim, aquela Kusanagi, mas, por alguma razão, seus poderes só eram efetivos contra Youkais. Contra monstros comuns ela era uma espada comum que podia matar monstros); um bracelete que se transforma numa espada se Andrew apertar o seu botão; um anel de caveira que se torna um escudo mediante a sua ordem e uma pequena Wakizashi que ele encontrou no Arsenal e pegou para si. Ufa!

De acordo com as instruções, o basilisco estava no aqueduto de Nova Roma e os quatro foram até lá. E sinceramente, And estava surpreso.

O basilisco tinha 30 metros e estava enrolado em uma das colunas de sustentação do monumento, sibilando como uma cobra, só que um trilhão de vezes maior. Era como ouvir o som do ar escapando de um pneu, só que através de um megafone do tamanho de um ônibus. E droga, aquela minhoca criada com Whey Protein olhou nos olhos de cada um dos semideuses e Andrew sentiu um medo aterrorizante inundar a sua mente:

Por Vênus essa coisa vai me devorar
Por Vênus essa coisa vai me devorar
Por Vênus essa coisa vai me devorar
Será que eu vou cortar o cabelo?
VIvendo ou apenas existindo?

E um cheiro podre moça as narinas do semideus, que sentiu uma vontade horrorosa de vomitar, mas não o fez por não ter comido anda. Agora, ele tinha que agir. E ele ia agir.

Segurando a Senbonzakura, Andrew daria o comando mental para que ela se transformasse em sua forma de pétalas, que ele usaria para se defender de quaisquer ataques da cobra gigante. Então ele acionaria o botão responsável por acionar a sua espada de ouro branco (outro presente de mamai Vênus) e acionaria o seu escudo. Então ele avançaria tentando sempre flanquear o monstro, e se defendendo com as pétalas e o escudo de quaisquer ataques. Assim que pudesse, Andrew então cravaria a espada fundo em um de seus lados e tentaria ainda subir nele, para cravar a lâmina em seu crânio, sempre se esquivando de quaisquer ataques. Naturalmente, Andrew faria o seu melhor para evitar todo e qualquer ataque, já que seus músculos queimavam como o inferno e ele sentia dor, mas podia aguentar.

Ele estava disposto a ir por uma estratégia menos arriscada, por isso perguntaria:

- Alguém... tem um plano? Eu até tenho um, mas é muito arriscado - Se ninguém tivesse um plano, And iria em frente com o seu ataque full-frontal potencialmente suicida.

[spoiler=OFF]
HP: 90/100
MP: 100/100

Arsenal:
Sakura Blades– Uma espada feita completamente de ouro imperial que possui entalhada em sua lâmina a imagem de centenas de flores de sakura. A lamina dessa espada é tão fina quando uma folha, o que lhe permite um maior corte. A habilidade dessa lâmina é que sempre que o filho de Vênus desejar se transforma em centenas de flores de sakura que se movem conforme a vontade do semideus, o protegendo e atacando sempre que esse mandar. ( Vira um bracelete com uma flor de sakura entalhada)

Claws Tamer - Um par de luvas brancas (daquelas sem dedos) que ao comando do filho(a) de Vênus faz com que garras vermelhas saiam da mão do semideus, essas garras ao cortarem a pele de um oponente, permitem ao semideus dar uma ordem simples ao oponente ( Nada como se matar ou matar um oponente)

Espada Relicário: Espada de luz: Uma espada de luz com um fio reluzente branco e uma pedra de diamante na ponta do cabo. Quando não esta em uso se transforma em um bracelete fino de ouro branco.

♡ Um frasco de perfume Dior Home, quando acionado com a válvula em sentido contrario ao nome da marca cria uma espessa camada negra ocultando-o dificultando a visão do adversário.
♡ Um relógio suíço feito de ouro celestial, funciona normalmente como um relógio, quando acionado o botão central direito possibilita seu dono a tornasse mais agil que os demais. Porém conforme o relógio lembra que tudo tem hora sua agilidade dura 3 rodadas e só volta a funcionar após 5 rodadas.

Kusanagi - uma espada japonesa (katana) e de punho preto assim como a bainha, e era de um tamanho maior do que um chokuto normal (80cm ao total de comprimento). Ela é feita de ferro. Seu peso mínimo possibilita cortes rápidos, mas precisos. Ela também é resistente.

The Destructor - Uma espada de aproximadamente 60 centímetros de comprimento, está é toda torneada em alguns detalhes em vermelho que passam a impressão de ter chamas envolta de sua lâmina enquanto este a manuseia, ainda sim tornando uma espada ótima e de fácil manuseio. Em seu punhal existe um botão que ao clicar no mesmo faz com que ela se torne um bracelete.

Presente: The Helmslett - Quando este está desativado, não passa de um anel com alguns detalhes em caveira. Ou até mesmo em formato de coração - depende de qual a pessoa quiser - e quando utilizado, este anel cria um holograma perfeito da pessoa mais querida para ela, além de se transformar em um escudo possuindo oito módulos de altura e sete módulos de comprimento

Wakizashi - A Wakizashi (Kanji: 脇差 Hiragana: わきざし), também conhecida como Oo-wakizashi ou Naga-wakizashi, é uma espada curta japonesa, usada em conjunto com a katana pelos samurais.
Poderes ativos e passivos:
Serão postados à medida que forem usados

Ran @ Cupcake Graphics


Andrew
Son of Venus ♦   I Coorte ♦ Sons Love's
.........................................................
"Se a vida te der as costas, passe a mão na bunda dela."
@Venus
avatar
Andrew Watanabe
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 35
Data de inscrição : 30/10/2015
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Guilherme R. Mckinnon em Sex Dez 02, 2016 10:46 pm

Baisilisco

Não vou desistir.

Sangue

"E
Becka havia nos salvado, e levou a pior, eu agradecia a centúria que se encontrava mergulhada na água para curar suas queimaduras, ou parte delas, minha raiva aumentava exponencialmente, mas isso não fez perder o controle, só me fez ficar mais calmo do que nunca em combate, pelo menos ....

Funcionou, meu machado havia cravado na cabeça da serpente. Porem Becka havia se ferido, algo feio e seus clones já estavam ocupados em outras tarefas não poderiam nos proteger mais, não aguentei mais, minha fúria irradiava, meus olhos voltaram a se tornar labaredas e de alguma forma senti minha força aumentar, eu sentia cada musculo, era algo que raramente acontecia comigo, eu estava mais forte, me sentia quase invencível.

Brandi meu machado o cobrindo de minha aura, a carga de meu poder fora enviada toda para minha lamina, eu me movimentava calmamente pelas costas do monstro que se encontrava distraído com os clones e com minha meia-irmã, e com um salto impulsionado me lancei sobre a cabeça do monstro assim cravando meu machado um palmo antes da altura do cérebro onde há uma mudança nas escamas e normalmente uma falha entre elas.

O mantive ali e ainda nas costas da serpente me lancei para junto de Becka que estava a lançar seu machado elétrico, este se posicionou ao lado da centúria e sorriu de canto.

— Minha vez de proteger a Senhora —Falei ao retirar minhas faca da parte posterior de meu coturno.

— Eu Abri, ou pelo menos tentei, uma perfuração entre as escamas se alguém o acertar com ouro imperial, ferro estige ou Bronze celestial isso acabara logo. — Falou colocando a lamina entre os lábios.

este agora carregava toda sua concentração eu seus punhos que brilhavam em uma aura vermelha que este usuária para defender Becka, os seus punhos de ferro.

ele os mantinha a frente do corpo em base de luta de box para que se a cobra viesse para próximo seus punhos de ferro fossem uteis para a proteção da centuria




Armas:

Double Breaking– Um grande machado duplo com o cabo feito de uma mistura de ouro imperial com prata e a lamina feita de uma mistura de ferro estígio com titânio, Esse machado foi abençoado por Marte para que desse seus filhos uma força quase tão grande como a de Héracles, podendo facilmente ser usado para cortar grandes rochas ao meio, além disso esse machado também possui a habilidade de sempre que o filho de Marte o lançar voltar para ele como um bumerangue, ou caso a arma seja tirada da mão do semideus, ele retorna com um simples gesto.

Pecados negros – Um par de espadas gêmeas de aproximadamente sessenta centímetros feitas de uma mistura de ouro imperial com ferro estígio, as laminas dessas espadas foram banhadas no sangue de uma cobra rara e venenosa as tornando assim além de extremamente afiadas, muito venenosas, essa espada possui duas habilidades únicas, sendo que a primeira é ser guardada em uma dimensão paralela de onde pode ser tirada sempre que quiser e a segunda é a de conforme a vontade de seu dono ter sua lamina aumentada de tamanho até mais trinta centímetros ou diminuir até o tamanho de uma adaga. O veneno dessa lamina é único, que mesmo que o oponente sobreviva a luta contra o filho de Marte, sem o antidoto (Que se encontra escondido no cabo da espada) ele começara a perder a capacidade de mover seu corpo por dois dias, após quatro horas depois de infectado.


Poderes Ativos :

1 – Punhos de ferro: Ao concentrarem suas forças nos punhos, os filhos de Ares conseguem fazer com que uma aura avermelhada circunde suas mãos fechadas, sendo capazes de desferirem socos com a força de um martelo feito de ferro. O efeito possui duração de duas rodadas, sendo que também protege a mão do semideus, não deixando que a mesma se machuque.

1 –Carga de Poder - O filho de Ares poderá dar um poderoso golpe, armado ou desarmado, cuja intensidade será 10 vezes maior que um golpe normal. Este golpe parecerá uma simples mancha no ar para todos que o verem, sendo um tanto quanto dificil se defender
.

Poderes Passivos:

1 - Espirito Ancestral - A violência percorre o seio da humanidade desde o seu inicio, e antes disto em todos os seres vivos. Sendo essa a mais primitiva razão da realização de guerras, como filho de Ares você possui os instintos da própria violência em seu corpo, sendo que sempre luta com objetivo de ferir seu oponente. Essa agressividade natural acaba fazendo com que todos os golpes físicos da prole do deus da guerra, causem 50% a mais de dano do que golpes elaborados por outros semideuses.



?





Última edição por Guilherme R. Mckinnon em Dom Dez 04, 2016 10:36 am, editado 1 vez(es)



Guilherme Rietmann
 
Os legionários não morrem, eles se reagrupam no além para atormentar o inimigo 
avatar
Guilherme R. Mckinnon
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/08/2016
Idade : 17
Localização : BAY Area

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Sab Dez 03, 2016 11:48 am



Não existe coisa pior no mundo do que ter sua garrava de vinho retiradas das mãos de maneira brusca. Becka sabia disso, e sabia que não adiantaria ficar com raiva de sua melhor amiga, afinal Gena sempre tinha um bom motivo para fazê-lo, e da última vez fora bastante produtivo. Rebecka tivera o prazer de ver Bryan escorregando de uma esteira na academia do acampamento, mas na verdade fora ela mesma a causadora de toda situação. De qualquer maneira isso não vem ao caso. Todo mundo tinha ficado louco, e loucura é sinônimo de animação para aquela criatura, cujo o sorriso tinha crescido de uma maneira diabólica sobre a face.

A casa tinha caído, a colina fora invadida, e a legião se preparava para batalha. E em meio a tudo isso, uma filha de Baco degustava de uma garrava de vinho, mas levem em consideração que tudo isso faz parte de sua estrategia pessoal, e que certamente salvaria sua vida. Becka amava vinhos, e amava beber vinho enquanto caminhava para uma batalha qualquer, mais uma dentre tantas. Era legionária, e estava acostumada com monstros metidos invadindo o território que não pertencia a eles. – Não seja tão relaxada – Gena gritara em algum momento. – Estou apenas me preparando para brigar adequadamente – Becka respondeu, abrindo um sorriso malicioso em direção a melhor amiga.

Gena limitou-se a dar de ombros, e correr na direção oposta em que ela se encontrava, e Becka? Bem, Becka desceu em direção a cidade, ouvindo gritos de gente velha ecoando por nova Roma. Foi tudo muito rápido, em um minuto ela estava com uma garrava nas mãos, no outro a dispensava e colocava as pernas para trabalhar, movendo-se de pressa por entre corpos assustados de vítimas de veneno. Nada daquilo lhe atingiria no entanto, e ele deveria agradecer a Baco por tê-la deixado tão lindamente imune a jogos baixos como aquele.

Becka afastou-se de uma velha em determinado momento, e franziu o cenho com nojo ao vê-la cuspir a dentadura numa fonte próxima, resolveu que se afastar era certamente a estratégia mais sabia, pelo menos para aquela situação. E continuou desfilando em direção a cobra gigante, que não servia para nada mais do que causar destruição. Parou a poucos metros dela, mas não porque queria, e sim porque fora obrigada. Um arrepio subiu pela espinha da prole do deus do vinho, e Becka sentiu os membros tencionarem inquietos, a impedindo de dar mais um passo.

Naqueles poucos momentos a garota ainda pode perceber que outros três estavam presentes, dentre eles, um novato que chegara a poucos dias no acampamento, e estava ali para morrer. Becka não gostava de bancar a heroína, mas era parte dos soldados da legião, e pior, era uma das comandantes no momento, portanto precisava servir como cobaia e escudo algumas vezes. Sua honra falava mais alto do que seu senso de loucura naquele momento, até porque se deu conta de que não estava sozinha.

Arriscar a própria cabeça era algo diferente de arriscar a cabeça dos outros, a dela não era assim tão importante, e ela sabia lidar com as consequências dos próprios atos. Mas, quando tinha que proteger as coisas, tudo mudava de significado para ela. Era simples assim, mas nada fácil. Ela tentaria duas coisas naquele momento, porque mesmo imóvel, e sentindo aquele medo estranho e os músculos adormecidos, também precisava fazer alguma coisa. Primeiramente tentaria invocar três clones, mandando um como sacrifício, para proteger Guilherme no caso do monstro ataca-lo de frente.

O Segundo iria em direção a Madeline, e o terceiro deveria ficar para Andrew Todos eram apenas peões em campo de batalha. Apenas moeda de troca e sacrifício para não atingir os corpos originais. Feito isso, ela tentaria lançar rosas negras em direção ao inimigo. Criaria cinco, três na mão dominante – direita do corpo – para lançar em direção ao inimigo. E outras duas na mão esquerda, para usar para defesa, e bloquear ataques que o inimigo lançasse contra si, afinal aquelas rosas poderiam devorar qualquer ataque desferido em sua direção, e se desse certo, isso bastaria para protege-la.

Tatuagem:
Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de um Tirso circundado por uma vinheira com um cacho de uva, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito 3ª Coorte.Uma vez por missão/evento, as estratégias do semideus se tornam mais eficáses do que normalmente e se torna impossível retirar a concentração do membro da 3ª Coorte. O efeito funciona durante três turnos após sua ativação.]
Benção:
~> Piranhan Rose - Consiste em rosas negras que são capazes de acabar com o adversário rapidamente e de devorar tudo que esteja em seu caminho, pois seus espinhos são como dentes de piranhas, destruindo tudo ao menor contato. O semideus também consegue utilizar as rosas negras como defesa para bloquear ataques inimigos. [20 MP]
Armas:
♦Luvas da Ilusão - Um par de luvas negras que permite ao seu dono criar diversos fios afiados de diversas cores que podem cortar quase tudo, o filho de Dionisio pode usar esses fios para criar “cenários” tão perfeitos que enganariam até mesmo um deus e assim criar diversas armadilhas para seus oponentes.

♦Sementes Explosivas - É uma sacola de pano verde em que se encontram algumas dezenas de sementes de uvas. Essas sementes quando são plantadas na terra se tornam como minas terrestres, explodindo quando qualquer um o tocar.

- Machado do Trovão: Custo [150 Dracmas] [O machado tem a habilidade de soltar uma descarga de raios que atinge o adversário. O uso dessa habilidade custa 10 MP ao usuário (o custo é de 5 MP se o usuário for filho de Júpiter).]

- Uma frigideira de bronze celestial de 45 cm de diâmetro, quando atingido o adversário sente a região como se tivesse sido atingido por um tijolo de ferro. Fora de uso repousa como um pingente em forma de duas taças de vinho.

12- Um vinho de Dionisio
Poderes Passivos:
Nível 6- Álcool no Sangue- Quando o filho de Dionísio tem vinho ou qualquer bebida alcoólica injetado em seu sangue, seus reflexos melhoram muito, seu poder de ataque e defesa sobem muito também, e os poderes usados são 2x mais fortes

Nível 8- Seu personagem é imune a qualquer tipo de veneno ingerido, então não poderá ser morto por uma maneira tão baixa, nem mesmo comendo frutos ou sendo envenenado por monstros e semideuses.

Nível 12- Desorientado: Deixa o adversário totalmente desorientado, sem saber onde está, quem é e porque está ali, mas dura apenas alguns minutos.

Olhos de Leopardo – Lv 15 – O semideus ao alcançar esse nível ganha “olhos de leopardo” que podem enxergar muito melhor do que seus olhos mortais.

Força do Leopardo – Lv 17 – Agora o semideus consegue usar a força de um leopardo, ou seja, carregar coisas seis vezes mais pesadas que ele próprio.

Velocidade de Leopardo – Lv 19 – Agora o semideus possui todas as habilidades básicas de um leopardo, podendo agora correr na velocidade de um.

Nível 25- Controle perfeito: Os filhos de Dionísio conseguem agora controlar perfeitamente o vinho, as vinhas, as uvas, os morangos e as vegetações e a loucura e intoxicação. Podendo assim abusar com maestria de seus poderes relacionados a isso.
Poderes Ativos:

Nível 10-- Clone de vinho Intermediário - Agora você pode criar três clones a partir do vinho mais fortes, gasta 30 de energia e os clones tem 60% de sua força.



Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo. Meu estilo de vida liberta minha mente.Enquanto houver um louco, um poeta e um amante haverá sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança.
avatar
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretores
Pretores

Mensagens : 310
Data de inscrição : 20/06/2014
Idade : 22
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Ares em Sab Dez 03, 2016 1:59 pm

Alguns semideuses pareciam perdidos ao encontrarem o enorme monstro que se prostrava a sua frente. Não sabia o que fazer ou como agir, a única que realmente parecia ter um plano e não ter se assustado com a criatura fora Becka, a centuriã.

Andrew pensou em diversas possibilidades de ataques e investidas, entretanto em meio a tanta confusão acabou por não fazer nada, apenas criando uma barreira de pétalas de cerejeira à sua volta, evitando contatos físicos consigo.

Já Guilherme conseguira aplicar um golpe, não tão sucedido como gostaria, no monstro. Assim que viu o monstro, brandiu seu machado e o arremessou contra o corpo esguio do Basilisco. Infelizmente, o mostra era veloz e se esquivou parcialmente da lâmina, deixando um risco fino de sangue escorrer por sua lateral. O rapaz se preparava para avançar novamente quando um dos clones da filha de Baco se meteu na frente, o impedindo de fazer algo imprudente.

A centuriã com toda sua experiência criou três clones para proteger os semideuses que batalhavam ao seu lado. Além disso, com suas habilidades ganhas após a feroz batalha contra Afrodite, cavaleiro de Ouro, usou-as para que devorassem o corpo escorregadio da serpente.

As rosas piranhescas rasgaram a pele do monstro que sibilou furiosamente de dor, recebendo todos os ataques até então entregados. E ela não havia ficado muito contente com tudo o que aconteceu e com uma simples baforada, lançou uma rajada flamejante contra todos os quatro semideuses.

Todos aqueles com clone foram salvos pelo plano de Becka, porém, para a infelicidade da semideusa, não tinha um clone para se proteger e acabou sendo incendiada viva pelo animal. E como se não bastasse, o Basilisco avançou contra Madeline, que estava paralisada de medo, e enroscou seu corpo com força em volta da Amazona. Como iriam salvar a garota? Se deixassem o animal ali, ela teria seu corpo completamente esmagado pela cobra.



Andrew Watanabe
HP - 80/100 - Envenenado -10 de HP por turno.
MP - 100/100



Becka Klasfox La'Fontaine
HP - 300/370 - 30 de HP por turno até apagar as queimaduras.
MP - 290/370



Guilherme R. Mckinnon
HP - 80/100 - Envenenado -10 de HP por turno.
MP - 100/100


Madeline Phillips
HP - 80/130 - Envenenada -10 de HP por turno.
MP - 130/130


Basilisco
HP - 450/600 - 20 pelo golpe do Guilherme
- 100 pelas piranhas da Becka.
- 30 de sangramento por turno

MP - 510/600 - 60 de MP


OBS:
Andrew, peço que descreva melhor suas ações e que escolha bem o que vai fazer, pois ficou muito confuso seu post.
Seus clones todos foram destruídos, Becka.
Madeline, você foi penalizada por não postar.

Regras:

- Minimo de 7 linhas por postagem
- Cada uma de vocês têm 3 ações para fazer, passivas não contam como ação, nem buffs. Avançar até o monstro conta como uma ação.
- Vocês têm até amanhã (Domingo 04/12/16) ao meio-dia para postar.
- Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
- Que a sorte esteja com você
- USO DE MASCOTES ESTÁ PROIBIDO
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Becka Klasfox La'Fontaine em Sab Dez 03, 2016 6:58 pm



As coisas estavam completamente sobre o controle da semideusa. É sério! Caro leitor, sei que não acredita nas palavras dessa autora sobre a narração dos fatos gerados durante a batalha, mas eles não passam de detalhes muito implícitos de acontecimentos marcantes. Voltando ao assunto. As coisas estavam dentro do controle, tirando o fato de que uma semideusa estava sendo enforcada por uma cobra gigante, e um segundo parecia completamente perdido, mas isso tudo não é nada se comparado a garota em chamas. Sim, temos no cenário uma garota em chamas, que por ventura vem a ser a protagonista da nossa história, mas bem, Rebecka nunca teve medo de se queimar, e agora estava literalmente queimando.

A filha de Baco não tivera muita escolha, mandou todos para o tártaro com palavras as quais fui proibida de repetir, convenhamos que você, meu caro leitor, não quer saber como a boca dessa garota pode ser suja. Becka atirou-se no aqueduto, e aquilo sim salvara sua vida. A água apagou todo o fogo do corpo da semideusa, mas também atrasara toda a batalha, e possivelmente colocara em risco a vida de outros três campistas, e uma delas já estava correndo um grande risco. Encharcada, irritada, e querendo beber mais vinho, Rebecka se ergueu da fonte de água, mas não a deixou de fato.

Seus olhos mudaram de coloração como da água para o vinho, tomando tons de roxo escuro impressionantemente brilhantes. Becka estralou o pescoço, e seu olhar tornou-se maníaco, repleto de luxuria, charme e loucura. Aquela cobra mola mexera com a pessoa errada, e agora pagaria com a vida. Ele enfrentaria um exército insano de Beckas’, e isso na linguagem dessa garota quer dizer: A festa ia rolar solta a partir daquele momento, e muita gente ia acabar se afetando, mas horas, convenhamos que é tudo pelo bem maior dos presentes naquele acampamento.

Becka precisaria dos clones novamente, mas não poderia sacrifica-los pelo bem maior dos presentes em campo, porque ela precisava acabar com a cobra maldita, e faze-la de jantar no decorrer da noite. Chegando a essa conclusão, foi que a filha de Baco colocou seu plano em pratica, ou ao menos tentou, não sabemos ao certo com que precisão ela conseguiria executar todos os ataques pensados. A mente pode ser algo perturbadoramente real quando exploramos a fundo.

A filha do senhor das vinhas tentaria recriar seus clones, três ao todo, e caso conseguisse, seguiria com o resto. Se conseguisse recriar seus clones, então os guiaria para a batalha, dali mesmo – no centro do aqueduto – de onde poderia vislumbrar detalhes perfeitos daquela batalha, enquanto guiava seus guerreiros para posições estratégicas em meio ao campo.

O primeiro e o segundo deveriam seguir juntos, um como peão de sacrifício para o outro. O primeiro usaria as luvas de bronze, e tentaria envenenar as luvas com vinho cristalizado, lançando os fios de bronze contra a cobra – mais precisamente um pouco abaixo do rosto, onde deveria estar localizado um pescoço, se é que o basilisco possui um pescoço – os fios envenenados deveriam ser capazes de retardar seus movimentos, e possivelmente atrasa-los, e por serem afiados ainda poderiam perfurar a pele da serpente. E claro, tudo isso são apenas suposições que podem dar erradas em algum momento, mas o que vale é a tentativa.

O segundo clone seria seu peão de sacrifício. As cordas precisariam de uma mira perfeita, e, portanto, a cobra não podia se desviar. Pensando nisso Becka mandaria seu segundo clone diretamente em direção a cabeça do basilisco, para servir como distração. Esse segundo clone deveria tentar usar os fungos ao redor para criar três monstros de sujeira, que deveriam atacar a cobra da melhor forma que conseguissem. O clone de Becka, por sua vez, estaria armado com a frigideira de bronze, a qual usaria para acertar a cabeça da cobra diversas vezes. Claro que tudo isso não passa de distração para o basilisco, e que certamente Becka clone dois estará morta em pouco tempo. Ela deve apenas ganhar tempo suficiente para que os fios de bronze envenenado funcionem com precisão.

Lhe restava ainda o terceiro clone, e um último movimento. Sabendo que os ataques desferidos seriam para retardar o monstro, e não causar grande estrago, era melhor começar a pensar em como ela poderia acabar com aquilo. Para isso usaria o terceiro de seus soldados. Seu terceiro clone, e um machado. O último dos clones invocaria com a mão esquerda as cinco rosas piranhas novamente, e as jogaria em direção a parte contraria da cabeça da criatura – o rabo – para desfrutarem um pouco mais da carne daquele bicho lindo em meio do campo. Ao lançar as rosas, o clone estaria livre para um segundo movimento, e esse seria o x da questão.

O terceiro clone de Rebecka se transformaria em um felino, um leopardo negro, e se lançaria contra o centro do monstro, onde a cobra apertava a semideusa, ao fazê-lo tentaria usar as presas e garras para abrir caminho por entre a carne da cobra, e ajudar a filha de Marte a se libertar daquele bicho a tempo. Por fim, a Rebecka original, lançaria o machado trovão em suas mãos, em direção a qualquer canto livre que encontrasse no corpo da cobra, primeiro porque queria ter o prazer de corta-la ao meio – se conseguisse – e segundo porque uma descarga elétrica desferida contra aquele bicho, poderia deixar os estragos já feitos ainda maior.

Supondo que tudo isso desse certo, certamente a energia de Becka seria reduzida a quase nada, o que significa que em algum momento – e ela esperava que fosse ao fim da batalha – ela adormeceria, e no pior dos casos, desmaiaria completamente. Lembrando que, se nada disso acontecesse, e ela conseguisse derrotar a cobra e ficar acordada até o fim daquela luta, ela e sua frigideira ganhariam uma nova selfie com a lady cobrona morta.



Tatuagem:
Tatuagem SPQR [Tatuagem de coloração negra feita na parte inferior do antebraço direito. Possui o desenho de um Tirso circundado por uma vinheira com um cacho de uva, seguido abaixo pelas letras SPQR, um risco para cada ano servindo a Legião e escrito 3ª Coorte.Uma vez por missão/evento, as estratégias do semideus se tornam mais eficáses do que normalmente e se torna impossível retirar a concentração do membro da 3ª Coorte. O efeito funciona durante três turnos após sua ativação.]
Benção:
~> Piranhan Rose - Consiste em rosas negras que são capazes de acabar com o adversário rapidamente e de devorar tudo que esteja em seu caminho, pois seus espinhos são como dentes de piranhas, destruindo tudo ao menor contato. O semideus também consegue utilizar as rosas negras como defesa para bloquear ataques inimigos. [20 MP]
Armas:
♦Luvas da Ilusão - Um par de luvas negras que permite ao seu dono criar diversos fios afiados de diversas cores que podem cortar quase tudo, o filho de Dionisio pode usar esses fios para criar “cenários” tão perfeitos que enganariam até mesmo um deus e assim criar diversas armadilhas para seus oponentes.

♦Sementes Explosivas - É uma sacola de pano verde em que se encontram algumas dezenas de sementes de uvas. Essas sementes quando são plantadas na terra se tornam como minas terrestres, explodindo quando qualquer um o tocar.

- Machado do Trovão: Custo [150 Dracmas] [O machado tem a habilidade de soltar uma descarga de raios que atinge o adversário. O uso dessa habilidade custa 10 MP ao usuário (o custo é de 5 MP se o usuário for filho de Júpiter).]

- Uma frigideira de bronze celestial de 45 cm de diâmetro, quando atingido o adversário sente a região como se tivesse sido atingido por um tijolo de ferro. Fora de uso repousa como um pingente em forma de duas taças de vinho.

12- Um vinho de Dionisio
Poderes Passivos:
Nível 6- Álcool no Sangue- Quando o filho de Dionísio tem vinho ou qualquer bebida alcoólica injetado em seu sangue, seus reflexos melhoram muito, seu poder de ataque e defesa sobem muito também, e os poderes usados são 2x mais fortes

Nível 8- Seu personagem é imune a qualquer tipo de veneno ingerido, então não poderá ser morto por uma maneira tão baixa, nem mesmo comendo frutos ou sendo envenenado por monstros e semideuses.

Nível 12- Desorientado: Deixa o adversário totalmente desorientado, sem saber onde está, quem é e porque está ali, mas dura apenas alguns minutos.

Olhos de Leopardo – Lv 15 – O semideus ao alcançar esse nível ganha “olhos de leopardo” que podem enxergar muito melhor do que seus olhos mortais.

Força do Leopardo – Lv 17 – Agora o semideus consegue usar a força de um leopardo, ou seja, carregar coisas seis vezes mais pesadas que ele próprio.

Velocidade de Leopardo – Lv 19 – Agora o semideus possui todas as habilidades básicas de um leopardo, podendo agora correr na velocidade de um.

Nível 25- Controle perfeito: Os filhos de Dionísio conseguem agora controlar perfeitamente o vinho, as vinhas, as uvas, os morangos e as vegetações e a loucura e intoxicação. Podendo assim abusar com maestria de seus poderes relacionados a isso.

Empatia com a natureza – Lv 21 – Assim como o seu pai, o filho de Dionísio é capaz de sentir a natureza ao seu redor e entender os seus sinais, sabendo assim quando algo está errado ou quando algum perigo se aproxima.
Poderes Ativos:


Nível 10-- Clone de vinho Intermediário - Agora você pode criar três clones a partir do vinho mais fortes, gasta 30 de energia e os clones tem 60% de sua força.

– Lv 12 – A habilidade consiste em cobrir qualquer item que o filho de Dionísio queira com uma pequena camada de vinho cristalizado, sendo que quando alguém toca nesse item é imediatamente envenenado com uma mistura especial de ervas que fazem o conceito de tempo passar mais devagar para o oponente, ou seja, um segundo para o oponente são horas, e a dor que ele sente por um minuto, parece está sendo sentida a dias.

Green Monsters II – Lv 19 –– O filho de Dionísio consegue fazer com que mofos e bactérias únicas de plantas cresçam milhares e milhares de vezes, virando seres horrendos que obedecem somente ao filho de Dionísio. [Duram quatro turnos e gastam X de energia e cria somente três monstros]

Nível 11: Felino II: Capacidade que permite ao filho de Dionísio transforma-se em um tigre, um leopardo ou uma pantera, exige concentração por parte do mesmo, ganha garras e dentes extremamente afiados que podem rasgar a pele do inimigo, sua pele torna-se uma armadura natural e dificilmente será atingido.



Quer ser feliz? Seja louco, sorria sempre mesmo sem motivo. Meu estilo de vida liberta minha mente.Enquanto houver um louco, um poeta e um amante haverá sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança.
avatar
Becka Klasfox La'Fontaine
Pretores
Pretores

Mensagens : 310
Data de inscrição : 20/06/2014
Idade : 22
Localização : Camp Jupiter

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Madeline Phillips em Sab Dez 03, 2016 7:09 pm




Certamente algo errado estava a acontecer, algumas coisas possuíam suas ordens, e as Amazonas mantinham a distancia como era de lei. Madeline sentia o vento frio por seu rosto, os cabelos batiam em seu como pequenos chicotes tornando um pequeno incomodo que se mantinha ignorado. O cavalo galopava tão rápido quanto de costume, a jovem amazona gritava curvando-se para frente mais próxima a crina do cavalo para que a velocidade em uma pequena esperança aumentasse mantendo seus dedos firmes nas rédias e a outra na pelagem do animal onde acariciou -  Vamos amigo! - Seus pés circularam o corpo do animal sentindo os músculos contraindo, sua visão ergueu-se encontrando as luzes de Nova Roma, alguns gritos já eram audíveis, suas fontes estavam certos, haviam monstros no campi. A correria era notória quando entrou, alguns que não estavam em suas coortes buscavam abrigos indo na direção contraria ao da prole de Marte.

Madeline desviava dos poucos direcionando-se ao Aqueduto, o cheiro estranho e distinto que não poderia vim de nenhum semideus chegava ao seu nariz como um soco, a fazendo franzi o rosto. Dois semideuses estavam parados encarando a criatura grotesca; um basilisco, serio? Cadê as borboletas na vida de um semideus? Ironizou ela para si mesma. Alguma coisa os faziam paralisar, estranhamente a amazona sentiu a vontade de analisar o que tanto havia de medonho e por um momento sentiu os músculos contraírem em um certo desconforto. Este segundo que tornaria seu grande inimigo, a criatura era esperta. Becka a prole de Baco surgia para ser uma grande salvadora, protegendo-a e os demais das chamas lançadas, mas infelizmente ão era o suficiente para proteger a si mesma, e muito menos Maddie havia sido encontrando-se enroscada em que seria a criatura que a deixava sem ar conforme a apertava retirando seu ar. - QUE ****...  - Xingava -  Assim não linda, linda, sua linda... - Ironizou conforme sentia seu corpo ser apertado, pouco se passava em sua mente à não ser se livrar daquela criatura.

Seu tempo era limitado para que tivesse muito tempo para planejar algo, e tinha que concordar que Madeline era muito mais impulsiva do que realmente analista o que faria que seus atos fossem mais um reflexo dos acontecimentos. Seu tempo acabaria se não agisse logo, seu pequeno corpo mesmo que atlético seria esmagado pela enorme criatura. A prole de Marte ficava frustrada com as circunstancia, o que aumentava a fúria dela. Cabeça quente não ligaria para o tamanho ou habilidade que qualquer de seus inimigos possuíam, ainda mais se ele quisesse ferir seus companheiros naquela batalha, sua fúria se tornara grande a cegando do medo que poderia sentir, sem o medo que aquela criatura pudesse passar por ela, seus sentimentos seriam desligados, apenas seu instinto de guerra funcionaria.

Primeiramente de seu pulso a pulseira que ganhara das Amazonas a deixaria que se transformasse em uma adaga, mas precisamente uma faca de prata abençoada, ela era capaz de onde tocar no oponente causar uma descarga elétrica. Sabendo dessa capacidade unida com sua força herdada por Marte, unida com sua boa mira de Amazona gravaria sua faca por entre as escamas de modo que fosse melhor sentida a descarga. A ideia era que contribuísse para distrai-la e enfraquecer o suficiente para tentar escapar, assim seria o primeiro golpe.

Em seguida acreditando que se desse certo o primeiro golpe, Madeline usaria seu corpo treinado pelas Amazonas onde possuía uma resistência maior, junto ao de Marte e a adrenalina que corria em suas veias, em um conjunto usaria para afrouxar o "abraço" do basilisco o suficiente para que conseguisse deixar seu corpo escapar para fora o mais longe que conseguir do monstro.



Poderes Ativos:
+ Alvo Perfeito: A Amazona tem maiores chances de acertar seu alvo.
Poderes Passivos:
+ Sentidos Aguçados I - Por terem vivido por tanto tempo isoladas em sua ilha, as amazonas obtiveram a necessidade de desenvolver seus sentidos mais do que os demais semideuses. Sendo assim, seu olfato, visão e audição são mais aguçados. Essas podem ouvir, ver, ou mesmo sentir o cheiro de semideuses ou monstros a três metros de distância.

1 - Fúria Sangrenta: Os filhos de Ares possuem uma personalidade muito irritadiça e temperamental, perdendo a calma com grande facilidade e por motivos muitas vezes medíocres. Ao ser provocado o filho de Ares irá fazer de tudo para lutar contra aquele ou aquilo que o estiver incomodando, sendo que nenhum poder referente a sentimentos (charme, medo, pânico e etc) irão impedi-lo de despejar sua fúria. Apenas é efetivo quando o semideus é provocado por seus adversários ou quando algo o enfurece (a morte de um aliado, a tentativa de o atacar, barulhos muito altos e incômodos, e etc).

+ Pericia com adagas Iniciantes – Consegue manusear as adagas sem cortes.

+ Resistência Masculina - Treinadas para lutar contra/e como os homens, os corpos das amazonas adquirem resistência a golpes físicos. Seus corpos possuem uma proteção própria contra os ataques, já que seus corpos adquirem uma resistência 15% maior.

1 - Espirito Ancestral - A violência percorre o seio da humanidade desde o seu inicio, e antes disto em todos os seres vivos. Sendo essa a mais primitiva razão da realização de guerras, como filho de Ares você possui os instintos da própria violência em seu corpo, sendo que sempre luta com objetivo de ferir seu oponente. Essa agressividade natural acaba fazendo com que todos os golpes físicos da prole do deus da guerra, causem 50% a mais de dano do que golpes elaborados por outros semideuses.

1 - Fúria Sangrenta: Os filhos de Ares possuem uma personalidade muito irritadiça e temperamental, perdendo a calma com grande facilidade e por motivos muitas vezes medíocres. Ao ser provocado o filho de Ares irá fazer de tudo para lutar contra aquele ou aquilo que o estiver incomodando, sendo que nenhum poder referente a sentimentos (charme, medo, pânico e etc) irão impedi-lo de despejar sua fúria. Apenas é efetivo quando o semideus é provocado por seus adversários ou quando algo o enfurece (a morte de um aliado, a tentativa de o atacar, barulhos muito altos e incômodos, e etc).

3 - Força I: A força é sem dúvida alguma a principal arma de um guerreiro,que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares e da sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de carregar até cinquenta quilos e desferir poderosos golpes desarmados capazes de causar danos internos sobre o corpo de monstros e humanos.

2 - Velocidade atlética: Um bom combatente sempre está preparado físicamente para os futuros combates, sendo que as proles do deus da guerra evam a sério seus treinamentos rígidos, buscando sempre serem melhores. Devido a condição física e biológica natural do semideus, e de seu empenho nos treinamentos, são quase tão rápidos e ágeis quanto filhos de Hermes, conseguindo correr longas metragens sem se cansarem. Movimentos de finta, esquiva e outros que requeiram velocidade/agilidade, sempre possuem 50% mais chances de funcionar contra inimigos mais lentos, além de perderem em uma corrida apenas para seres tão velozes quanto filhos do deus mensageiro.
Armas:

*Red Revenge – Uma lança de um metro e meio com a ponta extremamente afiada banhada no sangue de todos aqueles que traíram seus soldados, seus grupos e seus comandantes, o que a vez adquirir uma ponta vermelha como fogo. Essa lança aparentemente comum na verdade possui uma habilidade única, ao perfurar o inimigo com a ponta da lança o semideus filho de Marte pode inserir no seu oponente uma falsa memoria, onde ele descobriu que um de seus aliados matou alguém importante para ele e graças a isso, seu oponente abandona a luta e vai atrás de seu inimigo, para vingar a pessoa amada, essa habilidade só pode ser usada por um oponente a cada 3 turnos. [Desativado vira um anel simples e vermelho]

*Defender – Um par de espadas gêmeas de aproximadamente sessenta centímetros feitas de uma mistura de ouro imperial com ferro estígio, as laminas dessas espadas foram banhadas no sangue de uma cobra rara e venenosa as tornando assim além de extremamente afiadas, muito venenosas, essa espada possui duas habilidades únicas, sendo que a primeira é ser guardada em uma dimensão paralela de onde pode ser tirada sempre que quiser e a segunda é a de conforme a vontade de seu dono ter sua lamina aumentada de tamanho até mais trinta centímetros ou diminuir até o tamanho de uma adaga. O veneno dessa lamina é único, que mesmo que o oponente sobreviva a luta contra o filho de Marte, sem o antidoto (Que se encontra escondido no cabo da espada) ele começara a perder a capacidade de mover seu corpo por dois dias, após quatro horas depois de infectado.


*Pulseira – Uma pulseira na forma de corda entrelaçada que, de acordo com a escolha da dona no momento, vira uma faca de prata abençoada pelo Luar [tem um brilho prateado que funciona como uma descarga elétrica quando entra em contato com a pele do inimigo], ou se transformar em um Escudo que, quando a Lua está no céu, emite um brilho prateado forte o suficiente para tornar quase impossível pra outra pessoa (que não seja uma Amazona) olhar para ele (óculos escuros, ou qualquer coisa do tipo, não quebra o efeito, já que o brilho é mágico), o que dificulta na hora de lhe atacar, e quando está em uma floresta ele assume a imagem do que está atrás de você, camuflando a usuária do escudo.

12- Poção da dor estagnante: A poção da dor estagnante pode ser usada uma única vez. Durante uma batalha quando a poção entrar em contato com a pele de um inimigo, esse inimigo passa a sentir dor a ponto de ficar estagnado no lugar durante três minutos. O tempo é pouco mas o suficiente para que um ataque seja feito.

Garrafa de Nectar: Uma pequena garrafa revestida em bronze capaz de comportar até 2 litros de néctar, boa para levar em missões ou eventos já que Nectar ajuda a recuperar os ferimentos dos semideuses, mesmo que não os cure (encontra-se cheia).




madeline phillips
AND I MIGHT HAVE THOUFHT THAT WE WERE ONDE WATEND TO FIGT THIS WAR WITHOUT WEAPONS
You need a good girl to blow your mind
avatar
Madeline Phillips
Mortos
Mortos

Mensagens : 33
Data de inscrição : 18/08/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Andrew Watanabe em Sab Dez 03, 2016 8:35 pm


Kurutte Hey Kids!!
Algo: ??? | Algo: ??? | Algo: ???


Kuso, kuso, kus, kuso, kuso... Andrew xingava mentalmente milhares de vezes enquanto seu plano não ia pra frente por causa da grande confusão em sua mente ao ver a movimentação da cobra. Becka, que só agora ele pôde ver que tinha as insígnias de centuriã, ou seja, sua chefe, criou três clones, um para cada semideus que a acompanhava e ainda sacou rosas negras que usou como dardos (OMG AFRODITE DE PEIXES EXISTE E É UMA GAROTA), causando um belo dano na nossa Cobra Gigante Cuspidora de Fogo do Mal. Isso fora um ataque absolutely dahoravey feito por Guilherme, que Andrew agora sabia ser um filho de Marte e a outra garota... bem... essa ficou imobilizada. Medo? Pode ser.

A cobra não gostou dos ataques de Becka e Guilherme. Na verdade, ela cuspiu um jorro de chamas que teria feito Andrew churrasquinho de japonês se o clone não estivesse ali. Porém a própria Becka não tinha um quarto clone para se proteger. Por isso, a sua centuriã acabou recebendo algumas queimaduras e, como se não bastasse, o basilisco se enrolou ao redor da outra garota e começou a apertar... Ele já viu um documentário sobre cobras e sabia o que aquela cobra estava fazendo.

Dessa vez, ele iria pra cima com tudo, ele pensou, enquanto transformava a Relicário e o Helmslett em um bracelete e um anel, respectivamente. Chega de senhor japa bonzinho, pensava enquanto sacava a Kusanagi e a sua Wakizashi.

Naturalmente, a sua Senbonzakura estaria ainda em sua forma de pétalas para defendê-lo de eventuais ataques e ainda acionaria o mecanismo de seu relógio, que o deixaria mais ágil por algum tempo para poder desviar com mais facilidade de eventuais ataques do basilisco.Então o legionário iria flanquear o monstro e, aproveitando da investida que a sua superior estava fazendo com seus clones e da tentativa da outra campista de atacar o basilisco com uma...faca? Ok, ele daria a ela um voto de confiança.

Assim que tivesse flanqueado o monstro, evitando seus olhos a todo o tempo, Andrew faria ataques a todo o tempo nas laterais e cauda, sempre usando as pétalas como um escudo para se proteger de quaisquer ataques que viessem em sua direção. Ele aproveitaria a sua agilidade extra graças ao seu relógio e subiria nas costas do monstro, onde cravaria a katana bem no centro. Ele já ouviu falar qualquer coisa sobre matar cobras e sabia que, se você acertasse bem no meio das costas e fraturasse a sua coluna, fica moleza, já que ela não tem como se mover.
Os restaurantes japoneses tinham várias coisas "estranhas" no cardápio (isso pros ocidentais, claro), mas ele iria adicionar um especial seu: Kebab de Basilisco do Tio And.
OFF:

OBS:
Perdão se o post ficou confuso, estou meio enferrujado em relação a posts de combate e ando com um bloqueio criativo terrível ultimamente

HP: 80/100
MP: 100/100

Arsenal:
Sakura Blades– Uma espada feita completamente de ouro imperial que possui entalhada em sua lâmina a imagem de centenas de flores de sakura. A lamina dessa espada é tão fina quando uma folha, o que lhe permite um maior corte. A habilidade dessa lâmina é que sempre que o filho de Vênus desejar se transforma em centenas de flores de sakura que se movem conforme a vontade do semideus, o protegendo e atacando sempre que esse mandar. ( Vira um bracelete com uma flor de sakura entalhada)

Claws Tamer - Um par de luvas brancas (daquelas sem dedos) que ao comando do filho(a) de Vênus faz com que garras vermelhas saiam da mão do semideus, essas garras ao cortarem a pele de um oponente, permitem ao semideus dar uma ordem simples ao oponente ( Nada como se matar ou matar um oponente)

Espada Relicário: Espada de luz: Uma espada de luz com um fio reluzente branco e uma pedra de diamante na ponta do cabo. Quando não esta em uso se transforma em um bracelete fino de ouro branco.

♡ Um frasco de perfume Dior Home, quando acionado com a válvula em sentido contrario ao nome da marca cria uma espessa camada negra ocultando-o dificultando a visão do adversário.
♡ Um relógio suíço feito de ouro celestial, funciona normalmente como um relógio, quando acionado o botão central direito possibilita seu dono a tornasse mais agil que os demais. Porém conforme o relógio lembra que tudo tem hora sua agilidade dura 3 rodadas e só volta a funcionar após 5 rodadas.

Kusanagi - uma espada japonesa (katana) e de punho preto assim como a bainha, e era de um tamanho maior do que um chokuto normal (80cm ao total de comprimento). Ela é feita de ferro. Seu peso mínimo possibilita cortes rápidos, mas precisos. Ela também é resistente.

The Destructor - Uma espada de aproximadamente 60 centímetros de comprimento, está é toda torneada em alguns detalhes em vermelho que passam a impressão de ter chamas envolta de sua lâmina enquanto este a manuseia, ainda sim tornando uma espada ótima e de fácil manuseio. Em seu punhal existe um botão que ao clicar no mesmo faz com que ela se torne um bracelete.

Presente: The Helmslett - Quando este está desativado, não passa de um anel com alguns detalhes em caveira. Ou até mesmo em formato de coração - depende de qual a pessoa quiser - e quando utilizado, este anel cria um holograma perfeito da pessoa mais querida para ela, além de se transformar em um escudo possuindo oito módulos de altura e sete módulos de comprimento

Wakizashi - A Wakizashi (Kanji: 脇差 Hiragana: わきざし), também conhecida como Oo-wakizashi ou Naga-wakizashi, é uma espada curta japonesa, usada em conjunto com a katana pelos samurais.
Poderes ativos e passivos:
♡ Um relógio suíço feito de ouro celestial, funciona normalmente como um relógio, quando acionado o botão central direito possibilita seu dono a tornasse mais agil que os demais. Porém conforme o relógio lembra que tudo tem hora sua agilidade dura 3 rodadas e só volta a funcionar após 5 rodadas. (EM USO)

Ran @ Cupcake Graphics



Andrew
Son of Venus ♦   I Coorte ♦ Sons Love's
.........................................................
"Se a vida te der as costas, passe a mão na bunda dela."
@Venus
avatar
Andrew Watanabe
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 35
Data de inscrição : 30/10/2015
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Guilherme R. Mckinnon em Dom Dez 04, 2016 10:38 am

Baisilisco

Não vou desistir.

Sangue

"E
Becka havia nos salvado, e levou a pior, eu agradecia a centúria que se encontrava mergulhada na água para curar suas queimaduras, ou parte delas, minha raiva aumentava exponencialmente, mas isso não fez perder o controle, só me fez ficar mais calmo do que nunca em combate, pelo menos ....

Funcionou, meu machado havia cravado na cabeça da serpente. Porem Becka havia se ferido, algo feio e seus clones já estavam ocupados em outras tarefas não poderiam nos proteger mais, não aguentei mais, minha fúria irradiava, meus olhos voltaram a se tornar labaredas e de alguma forma senti minha força aumentar, eu sentia cada musculo, era algo que raramente acontecia comigo, eu estava mais forte, me sentia quase invencível.

Brandi meu machado o cobrindo de minha aura, a carga de meu poder fora enviada toda para minha lamina, eu me movimentava calmamente pelas costas do monstro que se encontrava distraído com os clones e com minha meia-irmã, e com um salto impulsionado me lancei sobre a cabeça do monstro assim cravando meu machado um palmo antes da altura do cérebro onde há uma mudança nas escamas e normalmente uma falha entre elas.

O mantive ali e ainda nas costas da serpente me lancei para junto de Becka que estava a lançar seu machado elétrico, este se posicionou ao lado da centúria e sorriu de canto.

— Minha vez de proteger a Senhora —Falei ao retirar minhas faca da parte posterior de meu coturno.

— Eu Abri, ou pelo menos tentei, uma perfuração entre as escamas se alguém o acertar com ouro imperial, ferro estige ou Bronze celestial isso acabara logo. — Falou colocando a lamina entre os lábios.

este agora carregava toda sua concentração eu seus punhos que brilhavam em uma aura vermelha que este usuária para defender Becka, os seus punhos de ferro.

ele os mantinha a frente do corpo em base de luta de box para que se a cobra viesse para próximo seus punhos de ferro fossem uteis para a proteção da centuria




Armas:

Double Breaking– Um grande machado duplo com o cabo feito de uma mistura de ouro imperial com prata e a lamina feita de uma mistura de ferro estígio com titânio, Esse machado foi abençoado por Marte para que desse seus filhos uma força quase tão grande como a de Héracles, podendo facilmente ser usado para cortar grandes rochas ao meio, além disso esse machado também possui a habilidade de sempre que o filho de Marte o lançar voltar para ele como um bumerangue, ou caso a arma seja tirada da mão do semideus, ele retorna com um simples gesto.

Pecados negros – Um par de espadas gêmeas de aproximadamente sessenta centímetros feitas de uma mistura de ouro imperial com ferro estígio, as laminas dessas espadas foram banhadas no sangue de uma cobra rara e venenosa as tornando assim além de extremamente afiadas, muito venenosas, essa espada possui duas habilidades únicas, sendo que a primeira é ser guardada em uma dimensão paralela de onde pode ser tirada sempre que quiser e a segunda é a de conforme a vontade de seu dono ter sua lamina aumentada de tamanho até mais trinta centímetros ou diminuir até o tamanho de uma adaga. O veneno dessa lamina é único, que mesmo que o oponente sobreviva a luta contra o filho de Marte, sem o antidoto (Que se encontra escondido no cabo da espada) ele começara a perder a capacidade de mover seu corpo por dois dias, após quatro horas depois de infectado.


Poderes Ativos :

1 – Punhos de ferro: Ao concentrarem suas forças nos punhos, os filhos de Ares conseguem fazer com que uma aura avermelhada circunde suas mãos fechadas, sendo capazes de desferirem socos com a força de um martelo feito de ferro. O efeito possui duração de duas rodadas, sendo que também protege a mão do semideus, não deixando que a mesma se machuque.

1 –Carga de Poder - O filho de Ares poderá dar um poderoso golpe, armado ou desarmado, cuja intensidade será 10 vezes maior que um golpe normal. Este golpe parecerá uma simples mancha no ar para todos que o verem, sendo um tanto quanto dificil se defender
.

Poderes Passivos:

1 - Espirito Ancestral - A violência percorre o seio da humanidade desde o seu inicio, e antes disto em todos os seres vivos. Sendo essa a mais primitiva razão da realização de guerras, como filho de Ares você possui os instintos da própria violência em seu corpo, sendo que sempre luta com objetivo de ferir seu oponente. Essa agressividade natural acaba fazendo com que todos os golpes físicos da prole do deus da guerra, causem 50% a mais de dano do que golpes elaborados por outros semideuses.



?







Guilherme Rietmann
 
Os legionários não morrem, eles se reagrupam no além para atormentar o inimigo 
avatar
Guilherme R. Mckinnon
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/08/2016
Idade : 17
Localização : BAY Area

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Ares em Dom Dez 04, 2016 1:05 pm

A enorme serpente se enroscou no corpo – para ela – frágil de Madeline, a prendendo com força, tirando o ar de seus pulmões. A cada passo em falso dos seus companheiros, mais o animal apertava seu corpo, esmagando seus ossos aos poucos. Watanabe sacou suas outras armas e pensava bem antes de agir, ele sabia que qualquer erro resultaria na morte de sua companheira.

Becka, desesperada para apagar seu fogo, saltou nas águas do aqueduto, mergulhando fundo. Sentiu um alívio quando as chamas se extinguiram e seu corpo refrescou, e então transformou o rio em vinho. Sim, jovens, a semideusa possuía capacidades desse nível, não estamos falando de uma qualquer e sim uma Centuriã. Seus olhos brilharam púrpura em uma insana loucura, clones foram criados e a garota mostrava o quão poderosa era.

A filha de Baco lançou seus fios e alvejou de leve a pele escorregadia do animal, e imediatamente percebeu que o basilisco apertou mais a garota, rachando vários ossos dela, fazendo com que a respiração da Amazona não acontecesse. E então Andrew tentou flanquear o monstro e Madeline fora mais apertada, expelindo sangue por sua boca. Qualquer passo a mais mataria a garota e fora então que a Amazona, cansada de esperar que seus colegas fossem ao seu resgate, usou o único filete de espaço que tinha e ativou sua pulseira.

BZZZZZZZZZZZTTTTT

Spoiler:
Spoiler:
Spoiler:

CRAAAAAAAAAAACK



A eletrocussão fez com que os músculos da cobra se contraíssem com força total. Os ossos da semideusa não foram páreos para a força avassaladora do monstro, o qual era capaz de destruir concreto como se amassasse alumínio. A cobra se desenrolou do corpo mole da semideusa, rastejando em círculos em volta dela, preparando-se para seu grande banquete.

Os três olhavam boquiabertos a cena que acabara de acontecer. Não conseguiam conter a teimosa lágrima que insistia em escorrer. Suas mãos fraquejavam ao ver sua companheira morta. A culpa tomava conta de todos ali. Não só a culpa, mas também a ira, o ódio e tudo aquilo que eram capazes de acumular sentimentalmente, no momento.

Todas as Beckas possíveis avançaram furiosas para cima da serpente, munidas com todas suas armas. Andrew correu furioso junto com Guilheme para impedirem que o monstro devorasse o corpo da garota. Os três, em um golpe sincrônico que até então parecia impossível, deceparam o monstro em dezenas de pedaços. Andrew não estava satisfeito e fez com que sua Senbonzakura dilacerasse ainda mais o corpo da criatura. Os pedaços de lâmina não pareciam parar de retalhar nunca.

A única coisa que fez a fúria do garoto parar fora a mão trêmula de Rebecka em seu ombro. Dos seus olhos, agora castanhos outra vez, gotas salgadas desciam e com um aceno negativo fez o filho de Vênus parar, compreender que não havia mais necessidade.

Haviam vencido a guerra, mas perdido uma companheira. Será que havia valido a pena? O preço da vitória fora amargo e mostrava para todos o mundo real onde pessoas morriam e não podiam fazer nada para mudar isso.



Andrew Watanabe
HP - 70/100 - Envenenado -10 de HP por turno.
MP - 100/100



Becka Klasfox La'Fontaine
HP - 300/370
MP - 200/370



Guilherme R. Mckinnon
HP - 70/100 - Envenenado -10 de HP por turno.
MP - 100/100


Basilisco

MORTO




OBS:
Guilherme, tente prestar mais atenção nos posts dos narradores e ler mais de uma vez, pois você acabou de afirmar muitas ações que nem sequer aconteceram.

Prêmios serão entregues no fim do evento.
Aguardem

Regras:

- Minimo de 7 linhas por postagem
- Cada uma de vocês têm 3 ações para fazer, passivas não contam como ação, nem buffs. Avançar até o monstro conta como uma ação.
- Vocês têm até amanhã (Domingo 04/12/16) ao meio-dia para postar.
- Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
- Que a sorte esteja com você
- USO DE MASCOTES ESTÁ PROIBIDO
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evento Relâmpago no Aqueduto - Andrew, Becka, Guilherme e Madeline.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum