The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Samanta Sink vs Drake Ígneo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Ares em Sex Nov 18, 2016 9:36 pm

Por algum motivo a semideusa filha de Ares resolveu explorar as extensões do acampamento. Sabendo dos perigos que qualquer lugar mais afastado guarda, foi preparada para qualquer infortúnio com monstros.  Graças a força herdada de seu pai, carregar os apetrechos extras não foi um grande inconveniente para a garota.

Sozinha e decidida, Samanta, escalou uma das grandes colinas que se escondiam atrás do bosque. O sol batia forte contra o corpo definido, a fazendo suar e molhar a regata branca que vestia.

A garota pegou seu cantil de água e não economizou na hora de beber seu conteúdo. De olhos fechados aproveitava a água refrescar sua boca, molhando sua garganta. Entretanto, algo estranho aconteceu, uma nuvem gigante tapou rapidamente o sol, quase que instantaneamente. Quando abriu seus olhos e viu aquela coisa se aproximando com velocidade em sua direção, teve tempo apenas de se jogar para o lado em um rolamento rápido.

TUM

O baque das suas quatro patas sobre a grama ergueu poeira e folhas de grama voaram para todos os lados.

Quando abriu os olhos, um lagarto vermelho gigantes com asas havia pousado em sua frente. Medindo 5 metros de altura e 10 metros de comprimento, com o corpo coberto de espinhos, o animal analisava Samanta, pronto para investir contra ela. Por sorte, a legado de Afrodite fora inteligente e levara suas armas consigo.

Drake:



Samanta Sink
HP - 260/260
MP - 260/260


Drake Ígneo
HP - 850/850
MP - 850/850


Regras:

-Minimo de 5 linhas por postagem
-Prazo é você quem faz, a pressa é unicamente sua.
-Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
-Que a sorte esteja com você


Última edição por Ares em Sab Nov 19, 2016 12:32 am, editado 1 vez(es)
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Samanta Sink em Sex Nov 18, 2016 11:10 pm

Como Matar o Seu Dragão

O vento naquela parte do Acampamento era sempre intenso, principalmente por causa da falta de árvores para barrar as rajadas. A campana de patrulha estava montada de frente para o vale que separava a autoestrada de nossa casa e, Keisuke e eu, esperávamos Jeanice voltar do reconhecimento da área.

— Não acho que tenha sido sensato mandar Jeanice sozinha. — Comentei, segurando o punho da espada enfiada na bainha, em minha cintura. Os armamentos pesavam de forma confortável em meus ombros.

— Você não confia nela? — Keisuke me respondeu, prontamente, parado ao meu lado, observando o horizonte, ou o que poderia estar se espreitando lá.

— Você não viu aquela criatura grande e alada passando por perto? — Busquei seu rosto, vendo-o através da abertura do elmo.

— Vi, mas eu sei que ela está segura entre as árvores. — Ele disse, de forma cansada. — A única forma daquele Drake vê-la é se embrenhar no meio dos pinheiros... E aí a Jeanice tem a vantagem.

— Cara! Você é um tremendo de um filho da... — Me segurei. Não queria tomar uma maldição de Atena na cara. — Eu vou atrás dela.

— Samanta, não! — Sua mão pousou em meu ombro e eu a tirei dali com um tapa. — Quíron vai ficar sabendo do seu desacato! — Não me importei com suas palavras e, então, trespassei a barreira mágica.

Caminhei por mais alguns minutos, entre um descampado e outro, sempre tomando cuidado com os céus, mas quando baixei minha guarda por alguns instantes, apenas o suficiente para beber um pouco de água, ouvi o bater de asas e, imediatamente, senti um arrepio na espinha. Os instintos de Ares me fizeram rolar e erguer o escudo à frente do rosto, deixando uma fresta para os olhos. Sabia que, ali, naquela fração de segundos, havia transmutado meus olhos em mais cores do que apenas para beleza.

— Você me quer?! — Gritei, erguendo o escudo e me prontificando com a espada.

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH!

O grito começou agudo e irritante e logo se tornou rouco e grave, parecido com um grito de um vocalista de banda scream.

Corri para cima do animal, ouvindo o crepitar das chamas que se espalhavam pela lâmina de minha espada. Enquanto me aproximava, canalizei uma porção de minha própria força em um flash ofuscante e, em um golpe com o escudo, de baixo para cima, tentei atingir a mandíbula do animal, com o intuito de fazer sua cabeça ser impulsionada para cima, graças à inércia, e, logo após, estocar a espada na área exposta, abaixo do queixo. Se tudo desse certo, a lâmina perfuraria a pele macia abaixo da língua e faria o seu caminho limpo até o cérebro.


Equipamentos em Posse:
-Faca de Bronze celestial
-Camiseta do acampamento Meio Sangue/Jupiter
-Colar de Contas do acampamento

♂ Moeda das Armas - De ouro imperial, em um lado a imagem de uma espada e na outra de uma lança, quando uma das faces e pressionada, esta vira o item correspondente, Espada: Metade prata metade bronze, ambos vermelhos, extremamente afiadas, Lança: Longa e de ouro negro, cabo de couro preto e resistente

♂ Escudo Farpado - Escudo de bronze divino, com espinhos na frente. Aguenta fortes golpes, mas pode ser facilmente penetrado com armas feitas de ouro celestial.

Gota de fada: Um pequeno potinho de vidro, com três gotas brilhantes em seu centro. Quando o frasco é aberto é possível liberar as gotinhas, uma de cada vez, ou as três ao mesmo tempo. Com um leve sopro sobre o pote, as gotas se transformam em mini Pixies, fadas da corte da rainha. Armadas dos pés a cabeça com armaduras de ouro, lanças, ou arcos, são simplesmente guerreiras fatais. As Pixies caçam os inimigos até encontra-los, e os esmagam sem qualquer piedade, além disso cada uma delas carrega um saquinho de pó do sono, e portanto são capazes de adormecer os inimigos. Lutarão incansavelmente por aquele que vos libertar. {some do perfil após o uso}

Soneta: Uma caixinha de música do tamanho de uma caixa de aliança, cabe na palma da mão. Quando aberta começa a tocar uma música diferente, baixinha e muito agradável, que deixa o semideus – ou oponente – em um estado de torpor, muito sonolento. Se a pessoa ouvir a música por mais de três turnos – caixa deve permanecer aberta pelos três turnos – pode acabar cedendo ao sono, e adormecer por duas rodadas. Para acabar com o efeito da caixinha, basta fechar a mesma. Ou seja, tampa-la, e o som para de tocar, e faz o semideus voltar ao normal. Por ser uma caixinha de segredo, e o semideus que a possui, já conhecer o efeito que ela tem sobre aqueles que escutam sua música, esse – o dono do objeto – não será afetado por ela, pela música da caixinha, mas todos ao redor serão.

Poção Invisível: Um frasco com liquido branco que serve para incrementar um objeto de uso, como um anel, um chapéu, uma camisa. O item quando banhado por esse liquido tem a capacidade de tornar o portador invisível, fazendo-o desaparecer enquanto o objeto estiver em uso, ativo no caso. Porém não é capaz de ocultar sons e cheiro. {para combinar com itens de uso continuo, lembrando que o frasco desaparece após a combinação dele com o item}

Gema de fogo: Aparentemente uma pedra comum, tem formado oval, e uma tonalidade vermelha, em seu centro uma chama de vida parece brilhas incansavelmente. A gema serve para fortalecer uma arma, basta colocar na mesma – sem necessidade de forjar – é uma combinação, e ela se encaixara perfeitamente. Quando ativa, a gema + a arma, a arma adquiri a propriedade de fogo, pode soltar labaredas leves, e ao tocar o inimigo causa queimaduras de segundo grau. {Possível combinar a gema com apenas uma arma, depois disso ela some do perfil, pois estará na arma}.

Poderes Passivos de Afrodite:
Passos de cisne: Seus passos são leves, inaudíveis, dificultando a defesa do inimigo e tornando o seu ataque quase certeiro.

Escudo de rosas I: Forma um escudo de rosas vermelhas para proteger os filhos de Afrodite. (Deixar este poder engatilhado para o caso de não conseguir defender, com escudo, algum possível golpe)

Brilho da Beleza I: Os filhos de Afrodite conseguem, com um pouco de concentração, converter o valor de sua beleza a um brilho potente, que cega seus oponentes por um pequeno período de tempo. (Ofuscar o dragão com um flash)

Sensitivo II: Neste level, meus filhos conseguem "impor" sentimentos positivos nas pessoas. Faz alguém rir excessivamente, faz uma pessoa triste ou com raiva ficar feliz, mais calmo. (Vou induzir um sentimento desmotivador no dragão, para tentar tornar sua defesa menos efetiva)

Poderes Passivos de Ares:
Espirito Ancestral: Todos os golpes físicos da prole do deus da guerra, causam 50% a mais de dano do que golpes elaborados por outros semideuses.

Fúria Sangrenta: Ao ser provocado o filho de Ares irá fazer de tudo para lutar contra aquele ou aquilo que o estiver incomodando, sendo que nenhum poder referente a sentimentos (charme, medo, pânico e etc) irão impedi-lo de despejar sua fúria.
(O dragão estava ameaçando Jeanice)

Grito de Guerra: Um bom guerreiro sempre é respeitado pelos demais, sendo muitas vezes escolhido como líder ou ao menos serve como inspiração aos demais. Ao esbravejar um grito de incentivo em meio ao campo de batalha, o filho de Ares é capaz de fazer com que todos os inimigos percam sua coragem por algum momento, hesitando em atacar. O grito ainda faz com que seus aliados fiquem mais motivados e encorajados, de modo que poderes referentes ao medo são anulados durante a rodada posterior.

Velocidade atlética: Movimentos de finta, esquiva e outros que requeiram velocidade/agilidade, sempre possuem 50% mais chances de funcionar contra inimigos mais lentos, além de perderem em uma corrida apenas para seres tão velozes quanto filhos do deus mensageiro.

Golpes Ardentes: Os golpes de um filho de Ares, sejam eles desarmados ou não, deixam os locais acertados com a sensação de terem sidos atingidos por ferro em brasa, de modo que mesmo o dano causado não aumentando, causa um grande incomodo ao adversário, que sentirá como se sua pele estivesse queimando por um ferro de passar roupa. A sensação passa após duas rodadas para cada golpe acertado.

Poderes Ativos de Afrodite:
Grito Maléfico – O filho de Afrodite pode dar um grito alto e estridente que deixa o inimigo tonto, fraco e enjoado.

Domínio das Rosas - As rosas, além de lembrarem atitudes românticas, representam por vezes a deusa Afrodite. Com esse poder, você pode criar rosas e manipulá-las, podendo fazer as pétalas e os espinhos como armas. As pétalas sob seu domínio que forem usadas contra seu inimigo o ferirão como se fossem lâminas muito afiadas, ou podem apenas atrapalhar sua visão. Você também pode fazer com que os espinhos cresçam até, aproximadamente, a cintura do adversário, envolvendo-o para deixa-lo preso e ferindo-o. (Vou fazer brotar roseiras do chão, onde as suas patas estão pisando, e tentar prender o dragão da melhor forma possível.)

Chicote flamejante - Você pode se concentrar em sua arma e assim, incendiá-lo com fogo grego que causam sérias queimadura no inimigo. (Vou colocar fogo em minha espada e dane-se que é um dragão ígneo. Por mais que o nome seja “Chicote Flamejante” não especifica que precisa ser um chicote.)

Poderes Ativos de Ares:
Carga de Poder: O filho de Ares poderá dar um poderoso golpe, armado ou desarmado, cuja intensidade será 10 vezes maior que um golpe normal. Este golpe parecerá uma simples mancha no ar para todos que o verem, sendo um tanto quanto difícil se defender.

Olhos da Morte: Este é uns dos mais poderosos golpes dos filhos de Ares. Quando estiverem em batalha, seja com qualquer tipo de oponente, os olhos do semideus irão adquirir uma tonalidade avermelhada, e ao entrar em contato visual com seu oponente, começará a sugar a MP e HP do oponente, sendo um total de 15% de ambos a cada rodada. A energia sugada não irá para o filho do deus da guerra, porém deixará seu inimigo um tanto quanto mais fraco. A habilidade perde efeito após o contato visual ser interrompido.

Esquiva perfeita: Graças ao grande treinamento obtido através de seu esforço, o filho de Ares consegue evitar um ataque o qual tenha percebido. Esquivando utilizando sua agilidade, pode evitar ser acertado por dois golpes simultâneos, sejam eles socos e chutes, um ataque mágico/elemental, ou de algum projétil lançado contra si. Pode ser utilizado uma vez a cada cinco turnos.
(Este poder ficará engatilhado para o caso de precisar usar)

Voz do Pânico: Os filhos de Ares possuem nesse nível a capacidade de tornarem sua voz rouca e densa, mesmo que seja do sexo feminino. O timbre vocal amedronta todos os inimigos que estiverem em um raio de 50 metros, os fazendo recuar. Caso os oponentes sejam de mesmo nível ou mais poderosos que o semideus, apenas irão ficar uma rodada sem conseguirem se mover, e caso sejam de nível inferior, não irão atacar ou se aproximar até que vejam o filho de Ares ou algum aliado do semideus, de modo que pode ser utilizado também como distração.

Benção de Phobos: O deus do medo abençoa seus irmãos,fazendo com que seus olhos fiquem completamente negros, o que na certa fará o inimigo tremer e ficar completamente amedrontado, hesitando no meio de um ataque e largando a arma que estiver carregando e fosse usar naquele momento para ferir o semideus.

Benção de Deimos: Deimos, o deus do pânico é quem agora abençoa seus irmãos, fazendo com que seus olhos fiquem completamente vermelhos, paralisando todos aqueles que olharem para si durante uma rodada.


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 305
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Ares em Sab Nov 19, 2016 12:32 am

Assim que se esquivou das garros do enorme lagarto, Samanta ergueu se escudo, deixando apenas uma fresta para que seus olhos vissem os grandes írises escarlates do monstro a sua frente.

O que aconteceu a seguir, nem mesmo os deuses podiam acreditar: O monstro recuara três passos, com medo. Sem perder tempo, a semideusa investiu deixando com um grito digno de Phobos que unido aos seus olhos piscantes igual balada gay, deixaram o dragão completamente atordoado.

Com um golpe rápido com seu escudo sobre o queixo do animal e o mesmo ao sentir o baque, ergueu a cabeça, abrindo espaço para que Samanta usasse toda sua força para desferir um poderoso golpe.

CLINK

Metade da lâmina voou para a esquerda e caiu cravado no chão. Ao sair do seu estado de medo, o Drake jogou suas garras – as quais não tiveram dificuldade nenhuma em se livrar das videiras –  contra a semideusa, tentando rasgar seu corpo. Os reflexos da garota foram impressionantes e a salvaram, entretanto, o lagarto não estava satisfeito. Um rugido poderoso, o qual fez árvores sacudirem e a grama se desenraizar do solo, fora solto.

A filha de Ares apenas tinha vontade de recuar e nada mais. Suas pernas fraquejavam e suas armas começavam a escorregar de suas mãos, sabia que se permanecesse ali seria morta no próximo ataque do dragão.



Samanta Sink
HP - 260/260 - Amedrontada.
MP - 95/260 - 165


Drake Ígneo
HP - 645/850
MP - 703/850


Regras:

-Minimo de 5 linhas por postagem
-Prazo é você quem faz, a pressa é unicamente sua.
-Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
-Que a sorte esteja com você
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Samanta Sink em Dom Nov 20, 2016 10:18 pm

Como Matar o Seu Dragão

Avancei contra o dragão, me preparando para o impacto iminente e, também, para sentir o seu sangue quente, fervente, eu diria, escorrer do seu crânio e banhar minha mão. Aquela seria a minha recompensa, eu sabia que seria lembrada por matar um Drake em único golpe, mas aparentemente os deuses não olhavam por mim, naquele momento.

Muito menos meu pai, que me presenteou com a pior arma de toda a história. Que tipo de deus da guerra presenteia seus filhos com uma espada LIXO daquelas?

A cabeça do monstro estava erguia, seu pescoço e pele do queixo exposta. A única coisa que eu precisava fazer era golpeá-lo no couro macio de sua parte inferior e alojar minha lâmina no fundo do seu cérebro, porém...

CLINK

O golpe foi poderoso, mais do que eu sequer imaginei que seria. O pescoço do animal foi arremessado para cima e, para acompanhar o movimento sem danificar os ossos de sua constituição draconiana, o monstro chegou a bater as asas duas vezes, erguendo as patas dianteiras no processo. Minha espada, por sua vez, não teve tanta maleabilidade. A lâmina se partiu com a investida, me deixando apenas com a empunhadura na mão.

Olhava para o objeto com os olhos arregalados e, logo depois, vi o dragão descendo. O impacto de suas patas no chão fez um tremor subir por minhas pernas, mas nada na terra, Olimpo ou Hades me prepararia para o que viria a seguir.

A criatura abriu a bocarra e do fundo de sua garganta um rugido grave, retumbante e intenso me perturbou os ouvidos, assim como o hálito pútrido da criatura, junto com a expiração que fez o som infernal sair, jogou meus cabelos para trás, com algumas gramíneas que se desprendiam do chão. Apenas ergui o escudo, me protegendo de possíveis ataques, mas era impossível não ficar intimidada com aquilo.

— Você... — Disse, baixinho, com o escudo erguido e olhando para a empunhadura da minha arma quebrada. — QUEBROU A MINHA ESPADA!

Não tinha mais tempo para ficar ali, precisava recuar. Me sentia impelida a recuar, caso contrário a investida do dragão seria fatal, então, com a agilidade e perícia que meu sangue divino me provia, saltei para a diagonal traseira, o mais longe que consegui, usando de minhas forças sobre-humanas e do brilho que o sangue de Afrodite me provia para, novamente, atrapalhar a visão do animal, e me encolhi atrás do escudo, ainda no ar, aguardando pelo pior – Jato de fogo – e, quando chegasse ao chão, amorteceria a queda com um rolamento, logo voltando à posição defensiva e sacando a Faca de bronze celestial.

Com um comando mental, bem-dizer uma oração, chamei um pequeno amigo que logo chegaria para atrapalhar o dragão um pouco e, quem sabe, me dar uma valiosa brecha. Sem desviar os olhos do animal alado, passei gentilmente a lâmina no antebraço, um corte superficial, pouco dolorido, que me capacitaria um pouco mais do que o habitual.


Equipamentos em Posse:
-Faca de Bronze celestial
-Camiseta do acampamento Meio Sangue/Jupiter
-Colar de Contas do acampamento

♂ Moeda das Armas - De ouro imperial, em um lado a imagem de uma espada e na outra de uma lança, quando uma das faces e pressionada, esta vira o item correspondente, Espada: Metade prata metade bronze, ambos vermelhos, extremamente afiadas, Lança: Longa e de ouro negro, cabo de couro preto e resistente.

♂ Escudo Farpado - Escudo de bronze divino, com espinhos na frente. Aguenta fortes golpes, mas pode ser facilmente penetrado com armas feitas de ouro celestial.

Gota de fada: Um pequeno potinho de vidro, com três gotas brilhantes em seu centro. Quando o frasco é aberto é possível liberar as gotinhas, uma de cada vez, ou as três ao mesmo tempo. Com um leve sopro sobre o pote, as gotas se transformam em mini Pixies, fadas da corte da rainha. Armadas dos pés a cabeça com armaduras de ouro, lanças, ou arcos, são simplesmente guerreiras fatais. As Pixies caçam os inimigos até encontra-los, e os esmagam sem qualquer piedade, além disso cada uma delas carrega um saquinho de pó do sono, e portanto são capazes de adormecer os inimigos. Lutarão incansavelmente por aquele que vos libertar. {some do perfil após o uso}

Soneta: Uma caixinha de música do tamanho de uma caixa de aliança, cabe na palma da mão. Quando aberta começa a tocar uma música diferente, baixinha e muito agradável, que deixa o semideus – ou oponente – em um estado de torpor, muito sonolento. Se a pessoa ouvir a música por mais de três turnos – caixa deve permanecer aberta pelos três turnos – pode acabar cedendo ao sono, e adormecer por duas rodadas. Para acabar com o efeito da caixinha, basta fechar a mesma. Ou seja, tampa-la, e o som para de tocar, e faz o semideus voltar ao normal. Por ser uma caixinha de segredo, e o semideus que a possui, já conhecer o efeito que ela tem sobre aqueles que escutam sua música, esse – o dono do objeto – não será afetado por ela, pela música da caixinha, mas todos ao redor serão.

Poção Invisível: Um frasco com liquido branco que serve para incrementar um objeto de uso, como um anel, um chapéu, uma camisa. O item quando banhado por esse liquido tem a capacidade de tornar o portador invisível, fazendo-o desaparecer enquanto o objeto estiver em uso, ativo no caso. Porém não é capaz de ocultar sons e cheiro. {para combinar com itens de uso continuo, lembrando que o frasco desaparece após a combinação dele com o item}

Gema de fogo: Aparentemente uma pedra comum, tem formado oval, e uma tonalidade vermelha, em seu centro uma chama de vida parece brilhas incansavelmente. A gema serve para fortalecer uma arma, basta colocar na mesma – sem necessidade de forjar – é uma combinação, e ela se encaixara perfeitamente. Quando ativa, a gema + a arma, a arma adquiri a propriedade de fogo, pode soltar labaredas leves, e ao tocar o inimigo causa queimaduras de segundo grau. {Possível combinar a gema com apenas uma arma, depois disso ela some do perfil, pois estará na arma}.

Poderes Passivos de Afrodite:
Passos de cisne: Seus passos são leves, inaudíveis, dificultando a defesa do inimigo e tornando o seu ataque quase certeiro.
(Vou usar ele pra me auxiliar no salto para trás e na diagonal direita)

Escudo de rosas I: Forma um escudo de rosas vermelhas para proteger os filhos de Afrodite.
(Deixar este poder engatilhado para o caso de não conseguir defender, com escudo, algum possível golpe)

Brilho da Beleza I: Os filhos de Afrodite conseguem, com um pouco de concentração, converter o valor de sua beleza a um brilho potente, que cega seus oponentes por um pequeno período de tempo.
(Ofuscar o dragão com um flash, de novo)

Sensitivo II: Neste level, meus filhos conseguem "impor" sentimentos positivos nas pessoas. Faz alguém rir excessivamente, faz uma pessoa triste ou com raiva ficar feliz, mais calmo.
(Vou induzir um sentimento desmotivador no dragão, para tentar tornar seu ataque mais lento)

Poderes Passivos de Ares:
Força I: A força é sem dúvida alguma a principal arma de um guerreiro, que o faz vencer seus inimigos mesmo que precise utilizar apenas seus punhos. Independente do porte físico do filho de Ares e da sua idade, o semideus terá a força de um atleta de MMA profissional, sendo capaz de carregar até cento e cinquenta quilos e desferir poderosos golpes desarmados capazes de causar danos internos sobre o corpo de monstros e humanos.
(Mudei pro que está sendo considerado e vou usar isso pra saltar o mais longe possível para trás e para a diagonal direita – minha direita)

Velocidade atlética: Movimentos de finta, esquiva e outros que requeiram velocidade/agilidade, sempre possuem 50% mais chances de funcionar contra inimigos mais lentos, além de perderem em uma corrida apenas para seres tão velozes quanto filhos do deus mensageiro.
(Usar isso no pulo pra trás, pra me desvencilhar de possíveis agarrões e, também, sair da frente de possíveis jatos de fogo)

Regeneração Gradual II: Agora em um nível mais avançado, os filhos de Ares ao estarem em combate, sentem a benção natural em torno de seus corpos um pouco mais intensificada, de modo que seus ferimentos aos poucos são regenerados e sua vida recuperada. Nesse nível é recuperado apenas 5 HP por turno que o semideus estiver em combate, sendo que não é somado o efeito não é somado com seu nível anterior.
(Regenerar do meu corte no braço. Por mais que 5 HP seja pouco, eu preciso de tudo o que eu tiver)

Ignorando a dor II: Já fortificados e com o corpo repleto de cicatrizes e demais sinais de combate, os filhos de Ares melhoram a capacidade de ignorarem a dor de ferimentos, podendo lutar normalmente mesmo se estiverem com luxação, dedos quebrado ou ferimento profundo e não mortal. Nesse nível, caso o golpe incapacite um membro do semideus, a dor poderá ser ignorada apenas durante três turnos.
(Me certificando de que a dor em meu antebraço do escudo não me atrapalhará em defender golpe algum)

Poderes Ativos de Ares:
Chamado simbólico: Você pode convocar um javali grande e amarronzado, com presas e cascos de bronze. Será maior e mais forte que qualquer outro javali, também tendo a capacidade de cuspir fogo. Seus olhos miúdos e vermelhos, injetam medo naqueles que o olham, habilidade semelhante a "Benção de Deimos". O javali possui 100 HP e MP, gastando energia para utilizar suas duas habilidades especiais. Pode ser invocado apenas uma vez por missão.

Duplo alcance: Ao estar suja de sangue e nas mãos do filho de Ares, uma de suas armas é coberta por uma aura vermelha, que duplicará seu alcance (Uma espada de 40 centímetros passaria a "ter" 80 centímetros, e etc). A arma em si não é alongada, apenas a aura que a reflete com tamanho maior, de modo que ao acabar o efeito e a aura sumir, a arma volta a ter seu tamanho normal. Cada ativação é válido apenas para uma arma, e o efeito perdura durante duas rodadas.


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 305
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Ares em Dom Nov 20, 2016 11:17 pm

Samanta não sabia se sentia ódio do pai ou se rezava por ajuda, mas por via das dúvidas optou pelo segundo, pedindo para que o mesmo enviasse um animal para ajudá-la no campo de batalha.

Com um salto para trás, em diagonal, a semideusa se afastou um pouco do monstro, o qual flexionou seus enormes músculos e saltou para os ares. A força que suas asas exerciam faziam com que os cabelos de Samanta sacudiam com violência, assim como suas roupas. A filha de Ares se escondeu atrás de seu escudo quando o peitoral do lagarto brilhou rubro, mas diferente do que imaginou, o Drake não soltou sua potente de rajada de fogo.

Quando ergueu a cabeça para ver o que seu inimigo fazia, se deparou com o monstro próximo de si, e como um chicote, sua cauda se envolveu no abdome da garota, apertando suas costelas, quase as partindo. Num brusco golpe, jogou o frágil corpo da ruiva para longe, a fazendo rolar vários metros.

Quando ergueu a cabeça viu sua mais nova companhia passar correndo por ela, indo em direção ao monstro que voava. O peito do animal brilhava ainda mais, era como obsidiana em seu ponto de fusão.

Ela ainda tinha dificuldade em respirar, porém já conseguia se pôr de pé. A questão era: Seria Samanta capaz de derrotar aquele enorme draconídeo que mal havia sido machucado por seu golpe mais poderoso?



Samanta Sink
HP - 210/260
MP - 55/260 – 40 de MP


Drake Ígneo
HP - 645/850
MP - 703/850


Regras:

-Minimo de 5 linhas por postagem
-Prazo é você quem faz, a pressa é unicamente sua.
-Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
-Que a sorte esteja com você
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Samanta Sink em Seg Nov 21, 2016 12:35 am

Como Matar o Seu Dragão


Assim como eu o dragão também se elevou do ar, porém, suas asas bateram tão fortes que faziam toda a vegetação das proximidades ser levada a uma dança frenética e aleatória. Meus cabelos não eram uma exceção, por mais que estivessem presos em um firme rabo de cavalo. Observei a imponência da criatura mitológica no ar, por alguns segundos e, então, seu peito incandesceu em vermelho rubro. Por um momento achei que viraria churrasco e, a única coisa que pude fazer para me defender foi me ajoelhar, com o direito, e erguer o escudo.

Me preparei para o calor infernal e eu tinha certeza de que o momento que antecede o impacto é o pior que existe.

Com o canto dos olhos, notei algo se movendo à minha esquerda, o que me fez olhar rapidamente, apenas a tempo de sentir a cauda da criatura se enrolar em minhas costelas, abaixo dos seios, e me apertar com tanta força que pude me sentir estalar.

— Aaaaaaah! — Gritei com a dor e ergui a mão para decepar o membro extra do réptil, mas fui brutalmente puxada e meus membros se renderam à inércia.

Tudo girou, muitas e muitas vezes. Atingi o chão com força e me senti deslizar, bater com rosto, cotovelos e joelhos até parar muitos metros afastada. O ar parecia ter sumido de meus pulmões e, enquanto puxava o ar para me recuperar, senti o chão tremer novamente ao meu lado. Um javali do tamanho de um cavalo corria até o dragão, que ainda se mantinha no ar.

Com um pouco de dificuldade, me pus de pé, apoiando no joelho, e segurei minha faca, com força. Cada fibra de meu corpo tremia com o entusiasmo e excitação da batalha. Um sorriso brotava em meus lábios enquanto eu sentia o gosto de sangue na língua. Talvez os lábios estivessem pintados de rubro, assim como os olhos, agora. Podia ver claramente cada veia do corpo do animal, desde suas asas membranosas até onde todas convergiam: O coração.

Rapidamente, concentrando toda minha força naquele arremesso, levei a perna direita para trás, girei a faca em minha mão, fazendo a lâmina ficar entre meus dedos indicador e polegar. A aura de magia brilhava inofensivamente ali e, então, arremessei a arma. Tudo dependeria, agora, de milésimos de segundo, quando o projétil atravessaria as escamas macias do dorso do animal, adentraria a sua carne e, com um comando mental, a faria dançar em seus átrios e ventrículos, comandando-a que percorresse mais por alguns pontos de seu corpo.


Poderes Passivos de Ares:
Espirito Ancestral: A violência percorre o seio da humanidade desde o seu inicio, e antes disto em todos os seres vivos. Sendo essa a mais primitiva razão da realização de guerras, como filho de Ares você possui os instintos da própria violência em seu corpo, sendo que sempre luta com objetivo de ferir seu oponente. Essa agressividade natural acaba fazendo com que todos os golpes físicos da prole do deus da guerra, causem 50% a mais de dano do que golpes elaborados por outros semideuses.

Aprendizado rápido: Em meio a uma batalha, Ares precisa de reinventar seu modo de lutar as vezes, para que não seja surpreendido e consiga derrotar os mais diversos oponentes. Os filhos do deus da guerra possuem uma mente aguçada, capaz de aprenderem rapidamente os movimentos efetuados para o desferimento de um golpe. Ao verem um oponente ou aliado efetuar um golpe físico (Apenas golpes que não sejam mágicos ou elementares), o semideus conseguirá copiar o mesmo movimento com perfeição, seja ele executado apenas com armas ou por utilização de poderes ativos.
(Golpes com a cauda não funcionarão mais em mim)

Visão Sanguínea: Uma outra característica biológica natural aos filhos de Ares. Ao estar em busca de algum alvo, os olhos da prole do deus da guerra são circundados por um pequeno círculo vermelho, ganhando a capacidade de visualizarem a corrente sanguínea no interior dos corpos de pessoas, monstros e animais. Essa visão ultrapassa barreiras como folhas, água e neblina, chegando a um alcance máximo de 250 metros lineares.

Percepção estratégica: Para vencer um combate, não é preciso apenas possuir a maior força, os melhores golpes e as principais vantagens, também é necessário saber utilizar as desvantagens e fraquezas dos adversários, fazendo com que eles percam para si mesmo. Ao olharem atentamente para o corpo de um oponente, os olhos do filho de Ares conseguem notar quais são as principais fraquezas do sujeito, quais os melhores pontos a se golpear e o que pode fazer para vencê-lo. As informações são dadas pelo narrador, cabendo á prole do deus da guerra as utilizarem da melhor forma possível.

Desvantagem: Ares é um deus que não liga para desvantagens, pelo contrário, a explora a seu favor. Todas as vezes que um filho do deus da guerra estiver lutando tendo vantagem numérica sobre seu oponente (conta-se como vantagem qualquer aliado que esteja lutando a favor do semideus), o gasto de MP ao usar um poder ativo será 25% menor.
(Eu e meu porquinho)

Poderes Ativos de Ares:
(Nível 1)Carga de Poder: O filho de Ares poderá dar um poderoso golpe, armado ou desarmado, cuja intensidade será 10 vezes maior que um golpe normal. Este golpe parecerá uma simples mancha no ar para todos que o verem, sendo um tanto quanto difícil se defender.

(Nível 3)Olhos da Morte: Este é uns dos mais poderosos golpes dos filhos de Ares. Quando estiverem em batalha, seja com qualquer tipo de oponente, osolhos do semideus irão adquirir uma tonalidade avermelhada, e ao entrar em contato visual com seu oponente, começará a sugar a MP e HP do oponente, sendo um total de 15% de ambos a cada rodada. A energia sugada não irá para o filho do deus da guerra, porém deixará seu inimigo um tanto quanto mais fraco. A habilidade perde efeito após o contato visual ser interrompido.

(Nível 9)Arma fantasma: Concentrando-se em uma de suas armas, os filhos de Ares podem fazer com que ela se movimente sozinha, como se estivesse sendo controlada por uma réplica fantasma de si mesmo. O efeito dura até que o semideus seja ferido, de modo que enquanto perdurar, poderá lutar e controlar a arma fantasma ao mesmo tempo.

(Nível 11) Encantamento laminoso: A prole do deus da guerra pode depositar em uma lâmina curta, como uma adaga, facas ou lâminas de até quarenta centímetros de cumprimento, parte de sua energia. A arma energizada, será duplicada e ambas irão ser arremessadas com a velocidade de um tiro, em direção a um oponente escolhido pelo semideus. Após atingir o oponente ou alguma superfície, a arma instantaneamente voltará ás mãos do filho de Ares, independente se a mesma possuir ou não essa habilidade.


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 305
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Ares em Seg Nov 21, 2016 1:24 am

Seu corpo inteiro tremia, dos bíceps aos quadríceps, tudo pareceu querer falhar. Entretanto, a genética divina lhe garantia que suas dores fossem esquecidas perante a batalha. Já com os pés fincados no chão, Samanta viu o dragão estufar o peito que brilhava naquele vermelho de metal fundindo e jogar sua cabeça para trás, pronto para baforar suas chamas contra o recém chegado Javali.

Seus olhos brilharam ao buscarem o ponto estratégico para golpear o lagarto voador. Um ponto em especial se destacou, o enorme coração encouraçado do animal, a garota tinha fé que conseguiria atravessar a camada de escamas que tinha em sua frente. E antes que o dragão deixasse de expor seu enorme peito escarlate, a garota reuniu todas suas forças e lançou sua faca, que adquirira uma aura em volta da lâmina. O projétil viajava rápido como um bala, era apenas um risco no ar, mesmo para aqueles com uma percepção aguçada. Assim que a faca tocou a couraça do animal...

Spoiler:

BUUUUUUUUUUUUUM



Tudo ficou branco e um zunido invadiu os ouvidos de Samanta. A garota não enxergava nada, não fazia ideia do que havia acontecido. Alguns segundo se passaram antes de sua visão voltar, entretanto, as coisas continuavam embaraçadas. Com uma enorme dificuldade se pôs de pé, usando as mãos como apoio no chão.  O braço direito estava ensanguentado, sua perna ardia como nunca ardera em toda sua vida, a cabeça latejava pedindo para ceder a tudo e todos seus músculos gritavam de dor, queimavam com o ácido lático liberado depois da explosão.

Quando ergueu os olhos para ver o estado do dragão, se assustou ao ver o amontoado de cinzas no chão. Ao julgar pela pilha, só podia se tratar do seu javali. Alguns metros a frente estava seu inimigo, o Drake de Fogo. Caído em suas costas, mal movimentando suas patas, estava ele com seu peito aberto como se esperasse uma cirurgia cardíaca. Os ouvidos da garota ainda zuniam forte, assim como a tontura que lhe possuíra ainda permanecia constante.

Samanta Sink
HP - 30/260
MP - 20/260


Drake Ígneo
HP - 107/850
MP - 703/850


Regras:

-Minimo de 5 linhas por postagem
-Prazo é você quem faz, a pressa é unicamente sua.
-Poderes e Armas ao fim do post em spoiler
-Que a sorte esteja com você
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Samanta Sink em Seg Nov 21, 2016 2:10 am

Como Matar o Seu Dragão

O braço fez a força necessária para que a adaga fosse projetada em direção ao dragão; o javali avançou como um bom guerreiro e aliado na direção da criatura alada, sem receio de dar a sua vida por mim; o dragão, por sua vez, batia as asas para se manter no ar, estufando o peito com vigor força e vontade, não tardaria para que o fogo saísse dali. Era agora ou nunca.

— Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah! — Em questão de meio segundo tudo foi pelos ares em uma explosão gigantesca, que me jogou para trás.

O cheiro de queimado era forte demais e em pelo menos uma dezena de locais pilastras de nuvens negras subiam. Focos de labaredas também se espalhavam em algumas árvores e eu sabia que, cedo ou tarde, por ainda estarmos próximos do Acampamento, Zeus mandaria uma chuva potente para findar com o fogo.

Os ouvidos zuniam como se uma granada tivesse explodido ao meu lado, então, com dificuldade, me virei de bruços, usando os braços para tentar levantar, porém, caí novamente ao sentir uma dor excruciante no direito. Gemi com a dor que aquilo me proporcionara e, então, usei a testa de apoio para poder me erguer.

Cambaleei um pouco e segurei o braço, inerte. Estava queimado e, momentaneamente, incapacitado, mas minha atenção foi para minhas costas, quando ouvi um respirar pesado e doloroso. O escudo jazia agora no chão, ao meu lado, enquanto virava. Uma pilha de cinzas estava entre mim e o corpo do dragão, ainda vivo.

— Você ainda... está vivo? — Juntei o sangue que tinha em minha boca e cuspi para o lado, começando a caminhar até ele.

No meio do caminho peguei minha faca usando a mão canhota e caminhei o mais rápido possível até o corpo escamoso da criatura draconiana. Quando me aproximei mais dele, seus olhos, agora cor de âmbar, me fitaram com calma.

— Termine logo com essa selvageria. — Soou em minha mente, claro como se eu estivesse usando fones de ouvido.

— É você? — Apontei a faca para o dragão, esboçando um meio sorriso. Seu olho de pupilas em forma de fenda me fitava com coragem. Ele encarava aquilo com honra.

— Claro, achava que era obra do seu amigo javali? – Ele bufou, fazendo a grama na frente do seu nariz se deitar.

Não dei importância à provocação e apenas ajoelhei ao seu lado, olhando para a fissura entre suas costelas. O coração era negro e tinha veias incandescentes, como se brilhasse em magma. Pulsava fraco, apenas um reflexo do ato necessário para viver.

— Agora você está se arrependendo? — Sua voz soou potente em minha cabeça. — Ande! Termine logo com isso!

— Eu não sabia que você falava! Que tinha consciência! — Retruquei, segurando firme a lâmina com a canhota.

— Que pena. Me arrependo de não tê-la atacado prontamente quando tive a chance. Você adentrou meu território. — Umedeci os lábios, secos e rachados.

— Lembre-se de não montar um ninho próximo do Acampamento Meio-Sangue quando reencarnar. — O respondi, com asco na voz.

— Vou me lembrar do seu rosto e eu mesmo trarei a sua morte. — Sem mais esperar, passei a lâmina nas veias que prendiam o coração ao peito do dragão, peguei o seu coração e guardei a faca na bainha.

— Vai se foder. — Caminhei até meu escudo, com dificuldade, e o peguei por uma das alças de couro de sua parte interna, voltando devagar para o Acampamento. Keisuke não acreditaria até eu esfregar o coração da criatura na sua cara.


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 305
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Ares em Seg Nov 21, 2016 2:13 am

Cambaleante a garota caminhou até o dragão aleijado. O mesmo sabia que aquele era seu fim, havia lutado com todas suas forças e falhado, não havia mais o que fazer. Sabia onde cometera seu erro, e que aquilo lhe custaria a vida.

Sem prolongar mais a sua desprezível vida, pediu para que a filha de Ares encerrasse logo seu sofrimento e sua dor. Sua voz grossa impressionou a jovem que não sabia da capacidade comunicativa do lagarto. Talvez porque nem sequer tentara se comunicar, simplesmente partira para o ataque.

Já em cima do torso do Drake, reuniu todas suas forças para seu golpe final, e com tudo o que tinha cravou a curta lâmina de bronze celestial no coração daquele épico monstro, o qual quase lhe tirou a vida. Assim que removeu a faca, o ser místico começou a desaparecer em pétalas de chamas que subiam ao vento. Entretanto, elas não queimavam Samanta, nem sequer faziam cócegas, apenas a maravilhavam.

Agora onde antes existira um dragão, agora existia uma peça linda de armadura dracônica. Os olhos da menina brilharam ao ver a peça única e reluzente aos seus pés. Sem pensar duas vezes esticou seu braço esquerdo para tocar a superfície brilhante algo estranho aconteceu. Algo pareceu sair da armadura e alcançar seu braço, queimando sua palma, sentia seu antebraço desintegrar em uma dor excruciante. Ela gritava, urrava por ajuda, mas nada acontecia, só a dor se tornava mais e mais forte até que a semideusa cedeu a inconsciência.

Horas se passaram até que ela voltasse a si e acordasse deitada sobre a grama, ao lado da bela peça protetiva. Imediatamente buscou olhar seu braço, apenas para encontrá-lo intacto. Ou quase isso...

Boa sorte na nova vida.:
Na palma de sua mão uma cabeça de dragão chinês se encontrava e circundando seu antebraço o corpo do mesmo se estendia. Não era como uma tatuagem e sim uma cicatriz de queimadura, só que prateada e reluzente. Ela podia sentir um poder estranho emanar daquela nova marca. Sabia que algo havia acontecido, mas não conseguia dizer exatamente o que.

Recompensas:

Exp: 2200 pontos de XP ganhos.

Dracmas: 2000 Dracmas.

Espólio:
Armadura do Drakon Ígneo: Essa armadura concede ao dono uma tatuagem que permite o portador disparar bolas de fogo pela mão marcada. Quando vestida protege completamente o torso de quaisquer ataques físicos e ígneos (Fogo). Sua aparência é a mesma da armadura Daédrica:
As bolas de fogo que podem ser disparada são separadas em 3 tipos:  
- Pequena: Custa 15 de MP e causa 10 de dano, sem queimadura. 3 cm de diâmetro.
- Média: Custa 30 de MP e causa 25 de dano, queimadura leves, dificuldade a movimentação da área atingida. 7 cm de diâmetro.
- Grande: 55 de MP e causa 50 de dano, queimadura médias a graves, impossibilitando movimentação das áreas atingidas. 15 cm de diâmetro.
avatar
Ares
Deuses Estagiários
Deuses Estagiários

Mensagens : 484
Data de inscrição : 30/05/2013
Localização : Olimpo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Zeus em Ter Nov 22, 2016 1:11 pm

Atualizado


Lorde Zeus
avatar
Zeus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 1103
Data de inscrição : 01/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Samanta Sink vs Drake Ígneo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum