The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Beach Party.

Página 5 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Natasha Gorbatchev em Seg Set 26, 2016 1:24 pm


Beach Party
A breve explicação do rapaz me fizera pensar que eu estava de fato extremamente desligada de tudo ao meu redor, eu não me lembrava da chegada de um semideus, e como raios ele chegara e já sabia com tanta certeza de quem era filho? Bem talvez Poseidon fosse um pai melhor que o do resto de nós. De qualquer modo, o álcool começava a fazer seu efeito em meu organismo e eu já não associava as coisas de forma tão rápida.
-Acredite, não é tão ruim quando parece...-falei o olhando e dando um sorriso –ao menos não o tempo todo. –dei de ombros e olhei ao redor, tento a certeza que eu estava melhor que a maioria ali. Ao menos ainda tinha alguma noção do que acontecia ao meu redor, apesar de não saber se ficaria assim o resto da noite. Ouvi a respsota dele sobre os deuses e revirei os olhos, preferindo não entrar no mérito da questão, não estragaria os sonhos dele sobre deuses que se importavam conosco.
Senti a brisa tocar meu rosto e bagunçar meu cabelo e apenas fechei os olhos me virando quando ouvi o som do mar. Olhei o mar e sorri, largando o copo que antes eu bebia ainda pela metade e me aproximei alguns passos do mar, antes de me virar para o rapaz –Sabe o que acho mais incrível no mar? – perguntei me virando para o mar, minha voz já mostrava sinais de minha embriaguez relativa. –Ele pode estar calmo por cima e revolto por baixo... –comentei com os olhos ainda presos ao mar –e mesmo quando se mostra revolto, com ondas que poderiam arrasar tudo em seu caminho, consegue mostrar seu lado mais belo. –Meus olhos vagavam nas águas ainda, a brisa soprava por meu corpo, e meu cabelo soprava para todos os lados. Por um breve momento me perdi, então balancei a cabeça e dei um sorriso –Acho que o álcool subiu para minha cabeça... desculpe por isso. –disse rindo e me virando de costas para o mar segurei meu cabelo no alto o amarrando em um nó.



Filha de Ares✖ Legado de Afrodite ✖ Namorando

All girls wanna be like that
Killjoy Girl
avatar
Natasha Gorbatchev
feiticeiros de Circe
feiticeiros de Circe

Mensagens : 112
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Samanta Sink em Ter Set 27, 2016 9:59 pm

let's play with die, bitches
O manto estendido de Nix sobre o céu exibia as constelações de todos os guerreiros, monstros e outras coisas que os deuses, em sua existência fútil e soberana, julgaram merecer um lugar mais perto do Olimpo. Aquele mesmo céu estava prestes a me ver começar uma briga, com menos de uma semana de convivência no Acampamento, com uma garota que eu nunca havia trocado uma palavra.

- Natasha Gorbatchev, é...? – Soltei baixinho enquanto pisava firme em direção a uma festa.

Àquela hora vespertina o acampamento não estava tão movimentado quanto o dia, principalmente por que todos os que ainda tinham alguma paciência, ou energia, para não estarem em seus devidos chalés dormindo, estavam na praia falando bobagens e espalhando besteiras sobre quem só queria um momento de calmaria.

Assim que pus os pés na areia branca pude analisar todo o cenário, com mesas repletas de comida, archotes ardentes com chamas bruxuleantes. O som do vento que assobiava em meus ouvidos, trazendo o cheiro salgado de maresia e o barulho das ondas quebrando na baía Meio-Sangue. Os semideuses que trocavam olhares acalentadores e cheios de malícia. Era óbvio que certos deuses relacionados à loucura, desejo carnal e, quem sabe até amor, abençoavam aquela festa. Mas em mim só havia ira.

- Biquíni branco... lenço rosa nos ombros... – Meus olhos focaram em uma garota de frente para mim, morena, com os braços erguidos nos cabelos, prendendo-os em um rabo de cavalo. – Não vai precisar prender os cabelos se não tiver mais nenhum...

Com as botas do treinamento do dia ainda nos pés, caminhei pela areia branca e fofa, esbarrando em um semideus ou outro no caminho. A cinco metros da garota, ligeiramente mais baixa do que eu, comecei a sentir meus músculos formigarem, desejando aquela briga. Respirei fundo e fechei os dedos em um punho.

- Natasha Gorbatchev? – A semideusa me olhou e não dei tempo para outra ação se não a de surpresa, desferindo um soco na direção do seu rosto.

Vestimenta:


Não se preocupa, eu não to com o rifle.



You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 305
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Natasha Gorbatchev em Ter Set 27, 2016 11:23 pm


Beach Party
Tentava prender meus cabelos esperando a resposta do rapaz a minha frente quando ouvi alguém a chamar meu nome, me virei dando um sorriso e então senti o impacto em meu maxilar. Pega desprevenida e bêbada, e a menina queria briga, virei o rosto ao sentir o impacto, meu corpo entrando em estado de alerta enquanto eu sabia, aquilo não ia acabar bem. Mas uma pergunta não queria calar... Por que raios a novata havia me acertado um soco?
Cuspi um pouco de sangue no chão erguendo o rosto lentamente, passei o dedo pelo meu lábio, onde um pequeno corte se fazia agora presente, um sorriso quase de louco nascendo em meus lábios. Quem me olhasse naquele momento provavelmente nem mesmo me reconheceria como a mesma de minutos atrás.
-Eu já volto.... –falei baixo para o rapaz ao meu lado e caminhei até a ruiva –Ok novata... ou você é louca ou realmente está afim de encrenca por me atacar assim, mas eu realmente não me importo muito.
Eu rodei no sentido horário levantando a perna no ar, pronta para acertar um chute na altura do peito da menina, e logo depois me joguei para o lado indo com a mão fechada em direção ao estomago dela. Imagina que meus movimentos não eram tão ágeis como de costume, afinal o álcool já fazia seu efeito em meu corpo, mas ao menos sabia que também não era tão fraca assim, nem estava tão bêbada a ponto de ser incapaz de me defender.




Filha de Ares✖ Legado de Afrodite ✖ Namorando

All girls wanna be like that
Killjoy Girl
avatar
Natasha Gorbatchev
feiticeiros de Circe
feiticeiros de Circe

Mensagens : 112
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Samanta Sink em Ter Set 27, 2016 11:49 pm

let's play with die, bitches
Minha mão latejava com o impacto contra o rosto da morena e a força que eu havia usado naquele golpe colocaria um homem acostumado com brigas de rua pra dormir, porém, a única coisa que ela fez foi cambalear e cuspir uma nódoa de sangue. O líquido escarlate pintou a areia branca e, quando o seu rosto virou para o meu, ostentando um sorriso quase satisfeito, como se ela finalmente pudesse deixar aquela fúria interna sair, eu soube que tínhamos algo em comum.

Eu também estava sorrindo.

- Ok novata... ou você é louca ou realmente está afim de encrenca por me atacar assim, mas eu realmente não me importo muito.

- Nem eu... – Ela se aproximava em um passo acelerado e, nesse meio tempo, na calmaria antes da tempestade, ergui os punhos me preparando para o pior.

A semideusa se aproximou e rodou. Os seus longos cabelos negros e ondulados dançaram ao sabor do vento e, com um olhar para baixo, a vi girar usando o pé esquerdo. Aquele golpe era um Tuit tchagui, eu não tinha dúvida. Um golpe de faixa branca de ponta amarela do Taekwondo.

A única coisa que fiz foi dar um passo para o lado e executar um movimento defensivo inferior, também do Taekwondo: Arae Makki. O movimento consiste em desviar o golpe para baixo e para fora do corpo, usando o antebraço – O esquerdo, neste caso – para me permitir escapar ilesa.

Porém, aproveitando do impulso que minha defesa proporcionou a ela, Natasha continuou seu giro e me golpeou no estômago com a mão esquerda. O impacto havia sido forte e me fez inclinar para frente. Senti a comida querer subir pela garganta, mas engoli em seco e sorri, graças à nossa proximidade.

Segurei sua nuca com ambas as mãos, poucos segundos após receber o golpe no abdome e, em sincronia, tentei trazer a sua cabeça para baixo enquanto o joelho subia para um golpe massivo e capaz de finalizar qualquer um no Muay Thai.

- Você não faz ideia de com que está lidando...


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 305
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Natasha Gorbatchev em Qua Set 28, 2016 1:41 pm


Beach Party
Ela se desviou sem maiores problemas de meu chute, o que não me surpreendeu tanto. Ela podia ser uma novata, mas eu sabia que não faria o que havia feito se não soubesse o mínimo de luta. Eu tinha que tomar cuidado em dobro já que o álcool fazia seu efeito em meu organismo, o que me deixava bem mais lenta, e com os reflexos pelo menos na metade, droga, ela não podia ter resolvido ter aquela briga em um momento melhor que no meio da festa e quando eu estava já com álcool no corpo?
Senti ela pegar minha nuca, o que era fácil já que ela era bem mais alta que eu, logo cruzei os braços na frente de meu rosto me defendendo da joelhada, afinal, eu não queria uma plástica no nariz, ele estava muito bem do jeito que estava, obrigada. Ouvi a voz dela, e aquilo me tirou uma risada, ela não tinha noção do que era estar no chalé de Ares...
Aproveitei o movimento dela para travar os braços na perna dela, se em pé eu tinha desvantagem, eu precisava levar a luta para onde isso não faria tanta diferença.
Travei os braços na perna dela e com a outra, encaixei meu calcanhar no dela, e ao mesmo tempo em que eu puxava o pé, usei o peso de meu corpo jogando contra o dela, nos levando para a areia. A areia no meu cabelo não era uma idéia boa, mas, eu estava tão distraída com nossa pequena diversão(ao menos para mim era apenas diversão) que não pensei nisso naquele momento.
Tão logo nossos corpo s estavam no chão, rodei de forma a encaixar minhas pernas sobre o peito dela e prender os braços dela entre minhas pernas, um golpe simples do Jiu-jitsu chamado de “chave-de-braço”. Tão logo tinha travado minhas pernas puxei o braço dela –Você parece com raiva de mim... – minha voz saiu debochada, mas, foi então que algo fez sentido em minha mente, por que raios a desconhecida tinha me atacado?



Filha de Ares✖ Legado de Afrodite ✖ Namorando

All girls wanna be like that
Killjoy Girl
avatar
Natasha Gorbatchev
feiticeiros de Circe
feiticeiros de Circe

Mensagens : 112
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Samanta Sink em Qua Set 28, 2016 2:41 pm

let's play with die, bitches
Meu joelho atingiu com força algo, porém, soube que não havia sido o seu rosto pelo simples motivo de não ter sentido a sua cabeça ser empurrada para trás. Me preparava para uma segunda investida, porém, mais forte desta vez, quando minha coxa foi segurada com grande destreza e, além disto, senti meu calcanhar ser bloqueado e não demorou para irmos para o chão.

O mundo girou e senti em meu estômago a sensação de estar caindo, até que minhas costas bateram com força contra o chão arenoso e macio. O desnível machucou de leve minhas costas e tive um rápido vislumbre do céu noturno, pelo menos até sentir a garota começar a se preparar para pegar meu braço.

- Ah, mas não vai mesmo! – Antes que ela se ajeitasse, segurei o seu pescoço com a mão direita e apertei o suficiente para quebrar o seu movimento.

A empurrei usando aquela pegada e, assim que minha perna ficou livre, pus a sola no seu peito e a empurrei para longe usando toda a força que dispunha em minha perna e que aquele ângulo me proporcionava. Me pus de pé e observei a morena enquanto ela parecia se recuperar daquele embate. Apenas uma pausa para voltar com força.

- Você parece com raiva de mim... – O sorriso sumiu do meu rosto.

- Quero ver falar na minha cara quem é a cabeça de palito de fósforo. – Corri novamente para cima da semideusa e, com uma finta para tentar enganar, fiz que chutaria de um lado e encaminhei o chute no lado oposto. O movimento seria um chute lateral e em arco que, caso errasse, me faria girar e, após concluir o giro, voltar a manter a guarda alta.


You Want a Battle? Here’s a War
avatar
Samanta Sink
Instrutor dos celestiais
Instrutor dos celestiais

Mensagens : 305
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Natasha Gorbatchev em Qua Set 28, 2016 3:01 pm


Beach Party
De alguma forma a menina conseguiu se livrar antes que eu pudesse de fato encaixar no ataque, e logo senti o chute em meu peito e cambaleei para trás, voltando a ficar de pé, me inclinei levemente para frente tentando recuperar o fôlego, mas ainda sorrido, tossi um pouco e logo ergui o corpo em posição de defesa.
Logo que o chute dela eu usei o fato de, graças a papai, ser rápida, para me desviar, me inclinei e vi o chute passar por cima de minha cabeça, logo me erguendo com um soco direto no queixo da jovem, o que me deu tempo de me afastar um pouco dela, a frase dela me deixando confusa. Eu havia feito o que? Fiz ramos de rosas crescerem ao redor da menina se enrolando nela –ok, isso esta divertido... –eu disse ainda as fazendo crescer, voltei a curpir um pouco de sangue, minha boca ainda machucada –Mas cabeça do que? Você é louca guria... –eu disse e comecei a rir, ok, eu sabia que aquilo provavelmente vinha do álcool, mas se ela tivesse o mínimo de senso perceberia em minha cara que eu não fazia idéia do que ela estava falando. Até que me lembrei de um detalhe, como indefinida ela provavelmente estava no chalé de Hermes....
-Malditos filhos de Hermes.. vou arrancar a língua deles..-eu disse fazendo as ramas sumirem aos poucos até que soltassem completamente a menina. Ok, aquilo estava realmente divertido, mas pelos céus, eu só queria curtir minha noite. E o álcool em meu organismo dificultava tudo –Olha, eu to bêbada demais para isso... –disse erguendo as mãos tentando encerrar a briga, que agora fazia sentido




Filha de Ares✖ Legado de Afrodite ✖ Namorando

All girls wanna be like that
Killjoy Girl
avatar
Natasha Gorbatchev
feiticeiros de Circe
feiticeiros de Circe

Mensagens : 112
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qua Set 28, 2016 3:45 pm



Vamos fingir que sabemos amar, e quem sabe um dia poderemos aprender
Se eu sou uma espada, eu sou uma espada feita de vidro, e eu sinto que estou começando a estilhaçar

Nervosa não era bem a palavra certa para define-la, talvez possuída, ou algo semelhante a definiriam melhor. – Não estou nervosa – Limitou-se a dizer. Manu observou-lhe de canto, calculando e tentando entender os gestos da garota, acompanhando seus movimentos para prever o que ela faria a seguir. Não esperava pelo que aconteceu. Ariel afastou-se depressa, misturando-se a multidão, e sem demora Manu a seguiu de perto. Internamente estava feliz por se afastar da música alta, de alguma maneira aquelas batidas ficavam fixas em sua mente, ameaçando explodi-la de dentro para fora. A caçadora caminhou até alcançar a prole dos mortos no início da trilha, e parou ao seu lado. Quem as olhasse naquele momento pensaria tudo, mas não o que de fato estava acontecendo, até porque ela não sabia o que estava acontecendo.

Manu ocultou-se sobre a primeira das arvores, e virou-se a encarando por um momento. Dando de ombros a jovem maneou a cabeça para o lado. – Siga-me – Pediu baixo. Conhecia melhor a floresta, saberia guia-la para um lugar mais confortável, seguro e tranquilo, não longe da bagunça, nem perto o suficiente para atrapalha-las. A caçadora desviou-se da trilha, afastando os galhos para longe enquanto caminhava pela floresta. Viu-se recheada por arvores e arbustos, e continuou seguindo até encontrar a pequena clareira. Não era espaçosa, mas sustentava duas pessoas tranquilamente, a grama era verde e aparada, e mais alguns passos à frente e estariam de volta a praia. No momento estavam ambas ocultas pela proteção das arvores.

A filha de Poseidon virou-se para a morena, retirou a camisa por sobre a cabeça e voltou a ficar com o Top escuro de corrida. Usou a camisa para forrar o solo, e recostou-se sobre uma das arvores ao sentar sobre o chão. – Então? Longe o suficiente? – Questionou. Seu olhar voltou-se para cima, contra o dela, encarando seu rosto e perdida em seus traços. Manu ainda custava acreditar no que tinha feito, mas a música agora distante, junto ao ar calmo, levemente frio da noite, a deixavam um pouco mais confortável. E de qualquer maneira, não era como se não vivesse rodeada de meninas, mesmo que essas não lhe causassem a mesma sensação.

Thanks Panda



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 587
Data de inscrição : 06/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Ariel Sehn Kahlfels em Qua Set 28, 2016 9:38 pm

Know what you doing tonight
I wanna try something new, all night


​Não demorou para Ariel ter a companhia da caçadora ao lado, enquanto aspirava o ar marítimo, tentando controlar o ritmo dos próprios pensamentos. A música ainda soava alta, mas agora, não tanto. O ritmo agitado havia diminuído propositalmente, para que os possíveis casais formados na noite pudessem ter um tempo de "intimidade", o que fizera a filha de Hades pigarrear com o fato de estar sozinha com a caçadora a quem vinha lhe tomando os pensamentos por todo o dia desde o encontro na aula de arquearia. Era engraçado a forma em como as coisas haviam começado: Todos fazendo-lhe um tipo de caveira, expondo as pérolas da garota a quem viam como um tipo de mulher a quem deveriam temer apenas pelo fato de olhá-la ou receber um olhar partindo dela. A afirmativa de que não estava nervosa causara uma certa vontade de rir em Ariel, e morena não soube dizer de onde tinha partido a força de vontade para comprimir a risada e manter-se mais séria, agora. Não respondeu quando a ordem para segui-la fora deixada no ar, e surpreendentemente havia conseguido acompanhar os passos da jovem sem precisar de um grande esforço. Talvez ela estivesse em um bom ritmo, ou era só Emmanuelle indo mais devagar para que não se perdesse em meio às árvores, desviando brevemente da trilha. Não questionou, apenas rumou os passos na direção dela, ficando alguns centímetros para trás em um devido momento para observar a silhueta da filha de Poseidon. Um pequeno sorriso despontou nos lábios anteriormente fechados, e Ariel negou com a cabeça. Que sensação estranha era aquela que lhe tomava quando estava na presença da semideusa?

Assentiu quando haviam feito uma pausa, os olhos percorrendo o corpo desenhado da garota, aplaudindo-lhe mentalmente por aquilo. É claro que Manu teria um corpo perfeito, visto que uma caçadora poderia fazer o que quisesse, sem o mínimo esforço. O grande porém da situação, era a forma em como estava sentindo-se atraída para ela, desejando encostar a ponta do indicador na pele clarinha para ter certeza de que era tão macia como aparentava. — Levando em conta de que você parece bem mais relaxada agora, sim, longe o suficiente. — suspirou, abandonando a garrafa de vinho e as duas taças sobre uma pedra larga e um tanto que alta, vislumbrando a clareira. A filha de Hades aproximou-se do lado contrário do que estava, tentando não olhar tanto para Emmanuelle, conseguindo conter-se pelo menos naquele momento. Ela não parecia demonstrar o mesmo sentimento, ao manter-se sempre mais afastada e em uma posição recatada, o que deveria ser a mesma coisa para Ariel. Os olhos da mais alta cruzaram o céu imenso, encontrando as constelações dando pontos brilhosos no tapete escuro que era o universo. De costas para a outra morena, uma risca de sorriso triste atingira-lhe os lábios cheios enquanto dispusera-se a agir mediante a postura dela lhe dava sinais de não pensar que algo poderia ser diferente. Afinal, o que tinha de especial? Por que o simples pensamento de afastar-se causava uma gélida sensação no peito? — Então, você está bem? O vinho... Não se deve ser ingerido rápido demais. Nenhuma bebida alcoólica, na verdade. — ao virar-se vagarosamente, já havia mudado o semblante para um mais despreocupado e falsamente tranquilo.





I know you think that you know me but you ain't even see my dark side.
avatar
Ariel Sehn Kahlfels
Lider dos Mentalistas
Lider dos Mentalistas

Mensagens : 157
Data de inscrição : 01/09/2016
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Emmanuelle S. Henz em Qui Set 29, 2016 5:00 pm



Vamos fingir que sabemos amar, e quem sabe um dia poderemos aprender
Se eu sou uma espada, eu sou uma espada feita de vidro, e eu sinto que estou começando a estilhaçar

Manu não tardou a olhar para ela, perdida nos próprios pensamentos enquanto encarava a relva. Pequenos insetos passeavam pelo gramado, a olho nu jamais teria reparado em nenhum deles. Carregavam folhas, e se esgueiravam pelos cantos entrando em buraquinhos desconhecidos, provavelmente prontos para se aquecer depois de um dia de trabalho. Um zumbido baixo lhe prendeu a atenção, Manu virou-se a procura do som, estranhando-a tão perto. Tentou encontrar a origem, mas não viu nada, parecia estar ali, em algum canto, mas imperceptível aos seus olhos. Ariel persistia de costas para ela, seu perfume era forte e impregnava a campina, mas parecia, assim como ela, perdida nos próprios pensamentos. Manu virou-se para o lado oposto, o som ficara mais forte, mas novamente, nada encontrou. Naquele momento ela sentiu a leve ardência sobre o ombro, bateu com a palma no mesmo, mas não encontrou nenhum inseto. A pele outrora clarinha, agora encontrava-se marcada por um pequeno ponto vermelho.

A caçadora encarou ao redor um tanto atordoada, ainda procurando a origem do som, e do que quer que a tenha picado, pela marca deixada podia presumir tratar-se de um inseto, mal sabia ela que Afrodite tinha lhe aprontado uma das grandes. Manu voltou a olhar a morena, que por ventura tinha voltado a se pronunciar. – Sim, estou bem sim, só... – Balançou a cabeça, na tentativa de clarear os pensamentos. – Nunca bebi – Tentou explicar. Na verdade, estava tentando manter a mente focada em qualquer coisa, mas seu olhar insistia em vagar pelo corpo de Ariel, perdida nas curvas, na silhueta fina e delicada, na cintura delgada, e nas pernas fortes. Manu engoliu seco, e uma estranha sensação se apoderou de seu corpo. A brisa continuava gelada, mas seu corpo entranha em combustão, e pegava chamas. Sua pele arrepiava-se sem qualquer motivo aparente, a nuca quente e as bochechas vermelhas, a garganta de Manu ficou seca, e o coração acelerou um pouco mais.

Nervosa a garota se levantou apoiando o corpo sobre a arvore, e cruzou as pernas para conter a estranha inquietação. Manu não se recordava de qualquer momento em que tinha passado por algo semelhante, não se lembrava de sentir o corpo alterar-se sem qualquer tipo de controle. Manu fechou os olhos com força, e quando voltou a abri-los sentiu-o ficar mais fundo, penetrantes e escuro. Os olhos outrora verdes como águas claras, agora eram escuros como tempestade, encarando Ariel diretamente. A garota sentia como se de alguma maneira precisasse de gelo, gelo espalhado por todo o corpo, o mar ali do lado, no entanto, parecia que jamais surtiria efeito contra ela. Seu corpo estava literalmente pegando fogo. Manu estava inquieta, remexendo-se no mesmo lugar, afastou os cabelos e tentou clarear a mente, nada funcionava. Ela precisava chegar mais perto.

A caçadora sentiu as presas surgirem em algum momento, as narinas inflarem detectando qualquer odor a quilômetros de distância, mas fixando-se apenas em um alvo. Seu instinto primitivo de repente falava por ela, a instigando a continuar. A morena cobriu o espaço entre ela e a filha de Hades em questão de segundos. Pegou-a pela cintura e empurrou seu corpo contra a arvore mais próxima. Manu não sabia que espécie de atos eram aqueles, sem controle, mas decididos, só se deixara levar, clamando pelo desejo que falava mais alto. A caçadora inclinou o pescoço da morena, e aproximou o rosto do pescoço dela, aspirando lentamente para sentir melhor o perfume da pele alva, macia contra seu toque um tanto brusco e firme. Entreabrindo os lábios, ainda deixou que as pontinhas das presas roçassem na pele dela, apertou seu corpo, e a obrigou a separar as pernas, colocando o joelho entre ambas, e a pressionando com o próprio corpo. Manu então ergueu o olhar encontrando o dela, e por instinto baixou a cabeça, e roçou os lábios contra os dela, encostando de leve, a princípio, mas deixando a pontinha passar por entre o superior, e inferior respectivamente, antes de entreabri-los. Agarrou-lhe a nuca e beijou-lhe como se dessa maneira pudesse fundir-se a ela.


Thanks Panda



Emmanuelle Sophie Henz
I'M A QUEEN OF DARKNESS!!!
avatar
Emmanuelle S. Henz
lider das caçadoras
lider das caçadoras

Mensagens : 587
Data de inscrição : 06/06/2013
Idade : 21
Localização : Seguindo em frente..

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Beach Party.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum