The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

OTHERSIDE

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

OTHERSIDE

Mensagem por Andrew Watanabe em Sex Jan 01, 2016 1:14 pm




19 anosAndrewWatanabe

Nome completo /////////////Akihiko Shuujirou Watanabe. "Andrew" é um "apelido" posto por seu pai.


Nascimento /////////////31/10

Nacionalidade /////////////Dupla nacionalidade: nipo-americano.

Sexualidade /////////////Heterossexual

Apelidos /////////////And, Sushi, Aki, Andorinha (o nome do meio dele, Shujirou, é escrito com o mesmo kanji que "andorinha", daí o apelido)



Defeito fatal /////////////Ainda desconhecido


"Aquele que descreve o amor com beleza
é aquele que ainda pretende conhecê-lo.
Aquele que descreve o amor com feiura,
é aquele que arrogantemente já o conheceu."
(Tite Kubo - "End of Hypnosis")

PERSONALIDADE


 Sarcástico. Irônico. Irreverente. Pouco afeito a tradicionalismos... várias são as palavras que definem o jovem. Andrew não possui um senso de reverência muito bem definido, quase sempre tratando tudo com sarcasmo e inteligência rápida. Não se sente muito confortável se provocado e um japonês provocado com umas quatro ou cinco espadas nas mãos, bem... digamos que não é algo particularmente saudável.

 Sua infância foi relativamente boa, com seu pai contando histórias tanto dos mitos greco-romanos (os Trabalhos de Hércules, Teseu matando o Minotauro) quanto da mitologia japonesa (Susanoo matando Yamata-no-Orochi, Izanagi descendo ao Yomi para buscar a sua esposa, Izanami) e lhe apontava as semelhanças entre ambas. Embora tenha uma relação muito boa com seu pai, o mesmo não se aplica ao resto de sua família mortal, que veem como desonroso um filho que é meio americano (a bisavó de Andrew, matriarca da família, sobreviveu ao bombardeio de Nagasaki, em 1945). Também o veem como o "problema da família", por isso ele não é muito bom visto (especialmente se comparado com seu primo Hideo, que entrou pra Toudai*...). Por sua vez, o jovem os trata com cortesia, porém com muita frieza.

 Tenta ser gentil com todos os membros da Legião, mas é perfeitamente capaz de mandar a pessoa "ir tomar chá com Iza... digo, Plutão" se notar que sua cortesia não é retornada. Afinal de contas, educação é algo que todos precisam ter, certo? De qualquer forma, ele deve ser o único filho de Vênus na face da Terra que não se importa com a própria aparência... o que deve ser um tabu ou sei lá. Só ele e o pai sabem que seu nome real é Akihiko.

O nipônico odeia estar nos holofotes, preferindo ficar quieto em seu canto. Não gosta do primeiro plano, dizendo que "as luzes me deixam cego e eu odeio isso". É territorial até certo ponto e adora provocar inimigos, rivais, pessoas que o odeiam e afins. Porém, ele é um "tsundere" por assim dizer: por baixo de seu exterior cascudo, Andrew é uma boa pessoa. Mas ele não precisa necessariamente demonstrar isso para todo o Universo, precisa?

-x-
* Toudai: Tokyo Daigakuen, Universidade de Tóquio.

APARÊNCIA


 Andrew possui 1,74 m de altura, o que é acima da média para os padrões orientais, mas normal para os padrões ocidentais. Seus cabelos são castanhos, porém por vezes aparentam ser pretos. Seus olhos seguem a mesma "regra", por assim dizer. Por ter sido capitão do clube de kendô no ensino médio, possui um corpo bem trabalhado em virtude dos exercícios que fazia e continua fazendo (ele adora kendô e até aprendeu sozinho o Niten Ichi Ryu criado por Musashi Miyamoto). Ele é extremamente belo (como todos os filhos de Vênus/Afrodite), porém Andreew é belo para os padrões orientais e ocidentais, o que, para ele, é "muito problemático". Normalmente usa uma camisa normal, jeans e sapatos comuns.



Andrew
Son of Venus ♦️   I Coorte ♦️ Sons Love's
.........................................................
"Se a vida te der as costas, passe a mão na bunda dela."
@Venus
avatar
Andrew Watanabe
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 35
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OTHERSIDE

Mensagem por Andrew Watanabe em Sex Jan 01, 2016 1:44 pm




19 anosAndrewWatanabe

Ouvindo /////////////Otherside - Red Hot Chili Peppers

Com /////////////????

Fazendo /////////////????.

Posts /////////////00


"Aquele que descreve o amor com beleza
é aquele que ainda pretende conhecê-lo.
Aquele que descreve o amor com feiura,
é aquele que arrogantemente já o conheceu."
(Tite Kubo - "End of Hypnosis")

Night of the Wijnruit


E ele o decapitou.

Certo que esse não é o início tradicional de uma história, então para a que será narrada, peço encarecidamente que pegue seu Livro de Regras e o queime, porque agora as regras vão para o saco. Então sente em sua poltrona, pegue a sua pipoca e relaxe.

--x--

 Viver é fácil, desde que você saiba como. Ou que tenha alguma dica. Do contrário, pff... é como dirigir um carro de Derby sem nem ao menos saber que você precisa girar a chave para acionar a ignição. Tá bom... exemplo exagerado. Dirigir um carro de Derby nem é tão ruim assim. Enfim, tudo seria mais fácil se aquelas coisas não acontecessem.

 Akihiko Shuujirou Watanabe.

 Um nipo-americano azarado que precisou se virar muito para sobreviver. Porque uma coisa é lutar contra o Minotauro, outra é lutar contra o Isonade, um tubarão cujas escamas são como um cortador de queijo... com a diferença que a única coisa que ele está cortando em tiras é a sua carne. Isso mesmo, nada bonito. Por sorte, And, que havia caído na água enquanto visitavam uma ponte qualquer, fez o Isonade se engalfinhar com o Bake-Kujira e poucas coisas são mais legais que ver um tubarão capaz de fazer um megalodonte parecer um peixinho de aquário lutando contra o esqueleto animado de uma cachalote. Ah, e eles destruíram a ponte e a culpa foi pra ele. Expulso de uma escola aos seis anos de idade. Um recorde.

 Aos sete, uma moça muito alta e aparentemente muito bonita (porque a máscara que ela usava, tipo aquelas que circulavam na época do surto de gripe aviária, impedia o garoto de ver o rosto dela) veio até ele e perguntou se ele a achava bonita. Ninguém acreditou quando ele disse que aquela era a Kuchisake-onna.

 Aos oito, eles estavam visitando um museu onde estava uma Masamune. Isso mesmo, uma espada forjada por aquele Masamune. Ele estava passeando no local onde ficavam as ouas espadas de samurais derrotados. Tinham até a espada de Kojiro Sasaki! O garoto só estava olhando e ele não fazia ideia de como elas começaram a se mover sozinhas. Por instinto ele pegou uma e tentava ficar vivo (porque se defender estava sendo porcamente feito). Boa parte do museu foi destruída e ele foi expulso. De novo.

 Aos nove... bem, já deu pra entender. A única pessoa que parecia aguentar tudo era o seu pai, um artista gráfico que fazia bicos para várias revistas, entre elas a Shonen Jump. Então, toda semana And lia mais e mais mangás, assistia anime na TV... e tudo bem. Monstros e outras coisas horríveis atacavam, acidentes aconteciam, o pai dele trocava ele de escola... e assim caminhou a humanidade. E ainda caminha, por sinal.

 Enfim, o mundo seguia seu curso lindo e feliz, com duendes e leprechauns e tudo o mais dançando embaixo do arco íris enquanto Andrew crescia. Aos dezoito (com o ensino médio terminado), a notícia: seu pai aceitou uma oferta de trabalho e iria para os Estados Unidos. Por quanto tempo, ele não sabia. E Tsuhiko (pai de Andrew), disse uma coisa estranha... que talvez ele pudesse encontrar a mãe por lá. Isso era estranho por: A - Tsuhiko nunca falava da mãe de Andrew e B - Os Estados Unidos do McDonald's eram monstruosamente grandes. Como raios ele ia achar a mãe por lá? Tudo bem que And nasceu lá, mas mesmo assim...

 Não adiantava discutir, estava tudo pronto. Bem, fazer o quê? Hora de voltar pra casa, imagino.

 Enquanto Andrew entrava no avião, seu pai, que estava ao seu lado, lhe sussurrou baixinho: "Akihiko,",ele começou. Se o chamar pelo nome do meio era raro, chamá-lo pelo nome real era virtualmente impossível, "um pardal nunca perde uma pena que não tenha sido tocada pelo dedo de Deus."





Andrew
Son of Venus ♦️   I Coorte ♦️ Sons Love's
.........................................................
"Se a vida te der as costas, passe a mão na bunda dela."
@Venus
avatar
Andrew Watanabe
I Coorte
I Coorte

Mensagens : 35
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum