The Blood of Olympus
Para visualizar o forum é necessário estar cadastrado, por favor registre-se no rpg ou entre em sua conta. É necessário estar cadastrado para ver as informações contidas no forum. Lembre-se de usar nome e sobrenome, não se cadastrar usando nomes geralmente utilizados por Hacker. Exemplo: "Barum" "Hakye" e por ai vai. Bem vindos.

Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Luanna A. Wild em Qua Jan 06, 2016 11:24 am




Passaram-se minutos até Oliver conseguir moldar o bote, enquanto ele fazia isso, congelei as pontas dos galhos fazendo a área que servia para empurrar a água.- Acho que conseguimos, precisamos ter toda a atenção do mundo á partir de agora. Podemos encontrar com qualquer perigo, precisamos estar preparados. - Abri um pequeno sorriso e então prendi os cabelos em um coque, voltando a atenção para o garoto e o ajudando a levar a jangada improvisada para dentro da água.


Logo conseguimos lançar a jangada ao mar, eu sentei na frente e Olie logo atrás, como era o mais pesado, equilibraria o barco. Sentados sobre a pequena madeira, seguiamos ambos rumo a ilha, demoraria um tempo para chegar e eu torcia que fosse rápido, pois já estava ficando enjoada com o balanço do mar. O bote não parava de tremer, a água o chacoalhava ameaçando nos derrubar. O mar era muito revolto e as ondas estavam enormes, continuei calada e apenas concentrada em minha pequena tarefa, ajudar Oliver a remar em direção a ilha. Se tudo desse certo como esperavamos, em alguns minutos estariamos em terra firme. Por enquanto nenhum perigo iminente, ao menos não, ainda. Aproveitariamos ainda o pouco tempo de descanso.


Athenas
Misterio
thanks juuub's @ cp!



Lua Wild
avatar
Luanna A. Wild
Curandeiros de Asclepios
Curandeiros de Asclepios

Mensagens : 99
Data de inscrição : 09/04/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Loodegar Holz Völken em Sab Jan 09, 2016 10:15 am

O misterio de Atenas

C
onseguimos montar o bote, mesmo que com alguma dificuldade a pequena embarcação tomou forma útil. A filha de Quione parecia ter terminado de fazer os remos, por isso me ajudou a empurrar nossa obra de arte para o mar, ela realmente estava se esforçando para completar a missão, via algo diferente nos olhos dela, era uma determinação imensurável. Dei um sorriso tímido enquanto olhava na direção oposta para esconder tal ato. Agora o verdadeiro desafio começaria, atravessar aquele grande pedaço de água somente com nossa força braçal, por isso soltei um simples suspiro enquanto tentávamos nos equilibrar.

No início tentamos remar juntos, mas não era muito eficiente, já que tínhamos apenas dois remos. Após dar algumas voltas perante o eixo principal pedi para que ela me deixasse remar, já que ela logo deveria refazer a ponta dos remos. Parecia sensato por isso decidimos fazer isso mesmo. Ficamos naquele ciclo monótono por um tempo que expandida-se em nossas imaginações. Não gostava muito daquela maresia, aquilo me deixava estranho, parecia que meus orgãos entravam em sincronia com aquele vai e vem. A água revoltou-se, meus olhos arregalaram. Tentei puxar os remos para dentro da embarcação que parecia totalmente vulnerável a qualquer tipo de ataque. Se conseguisse tentaria segurar firmemente na borda do objeto flutuante, não queria continuar a missão nadando. Se aquilo fosse um ataque tentaria utilizar minha habilidade de manipulação de madeira e empurraria-nos para um local de segurança temporária.
Armas:
Semente Milagrosa -Uma semente de Yggdrasil, presa num vidro de cristal, atada numa correntinha de ouro branco. O colar fornece a cria de Deméter maior poder no controle vegetal e dano aos ataques naturais baseados em planta, grama e madeira. dano dobrado e efeitos mais duradores

Thorn: Bordão feito de madeira abençoada pelas forças da natureza e coberta por fios de ouro. Podendo ser utilizado para efetuar golpes ofensivos e defensivos, ainda é capaz de proteger seu portador de golpes elementares (água, terra, fogo e ar apenas). Uma alça de couro acompanha a arma, de modo que a arma pode ser carregada nas costas.

Backpack: Mochila escolar feita de couro e com feichos dourados no formato de maçã. O utensílio é capaz de ser utilizado para carregar armas, roupas, cadernos, frascos de poções e o que mais for necessário para a sobrevivência do guardião. Ao enfiar a mão no bolso principal da mochila, seu usuário é capaz de retirar de seu interior uma maçã dourada, muito parecida com as existentes no jardim das Hespérides. A maçã pode ser atirada como uma granada, soltando uma fumaça tóxica que faz aqueles que a inalarem ficarem enjoados, não conseguindo efetuar movimentos que não sejam para se defender durante uma rodada. Pode ser utilizado uma maçã a cada três turnos.

Grahan: Um par de luvas quem cria garras de bronze celestial sempre que o semideus quiser, as garras ficam ocultas dentro da luva e são ativadas ao comando da prole que a possui. Ainda caso não queira garras, as luvas atiram pequenas sementes explosivas contra o inimigo, é carregada com cinco em cada mão, após o uso é necessário duas rodadas para que volte a carregar a arma, podendo ativar apenas as garras por esse período de tempo.

Poderes Passivos:

~~ Deméter ~~
Nível 3- Manipulação de madeira - O filho de Deméter poderá controlar e manipular a madeira, independentemente de sua tipologia, troncos de árvores ou até mesmo a madeira de uma cadeira, podendo distorcê-la e fazendo-a obedecer (sem dar vida, apenas movimentos por reflexo). Controla bem apenas as madeiras mais leves e não são tão resistentes, podendo distorcê-las.  

Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome.
Mahatma Gandhi




Loodegar Holz Völken
Filho de Deméter - Guardião das Hespérides

avatar
Loodegar Holz Völken
Guardiões das Hesperides
Guardiões das Hesperides

Mensagens : 32
Data de inscrição : 26/10/2015
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Zeus em Ter Jan 12, 2016 6:44 pm


O misterio de Atenas
Ambos encontravam-se extremamente desconfiados, o que já era de se esperar em uma jornada como aquela, mas nada até atingirem a borda das pedras o bote improvisado fora capaz de aguentar bem. E somente quando atingiram a margem, foi que esse se chocou nos rochedos vans destruindo-se pro completo, ambos caíram na agua rasa, mas rapidamente saíram atingindo a areia branca, uma espécie de praia sem saída, com longos caminhos. O mais esquisito eram os pequenos bichinhos presos aos corpos de ambos, pequenos e grudados, sanguessugas. Era melhor se livrar deles logo, não seria nada bom permanecer com aquelas mini cobras coladas sobre o corpo.

Instruções e Regras:


-Minimo de 8 linhas por post e sei que ambos são capazes de fazer mais do que isso

- A ordem de postagem ficara a critério de vocês, nesse caso ela se torna irrelevante

-Vocês terão 5 dias para postarem a cada nova postagem minha, se forem rápidos tentarei ser rápido

-Lembrem-se de nunca afirmas suas ações, ou desconsiderarei a postagem


-Duvidas devem ser enviadas via MP

-Boa sorte



Lorde Zeus
avatar
Zeus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 1101
Data de inscrição : 01/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Luanna A. Wild em Sex Jan 15, 2016 4:59 pm




Sabe aquela sensação de vazio, que sempre sentimos momentos antes de acontecer algo de muito ruim em nossa vida?? Garanto que a maioria dos semideus sentem isso.E foi isso que senti quando o barco bateu nos primeiros rochedos. Por sorte ou somente destino, o bote improvisado atingiu a borda das pedras e apenas chacoalhou fortemente. Por uns minutos pensei que fossemos cair no meio do mar e nem continuariamos a missão, talvez ali fosse nosso tumulo. Eu e Olie, conseguimos nós segurar firmimente no lado do barco para não cairmos no mar selvagem, o barco se desistabilizou por uns minutos até voltar a seguir calmamente. Mas, somente quando atingimos a margem, foi que o bote se chocou nos rochedos vans destruindo-se pro completo, soltei um grito agudo e caimos na agua rasa, mas rapidamente nadamos e saímos atingindo a areia branca, uma espécie de praia sem saída e bem bonita, com longos caminhos.

Soltei meus cabelos que estavam presos, para que pudessem secar um pouco. Virei meu rosto para Olie e notei pequenos bichinhos em seus braços. Levei minha mão pegando um dos braços dele e olhando o que estava em sua pele. - Sanguesugas. - disse baixinho e voltei os olhos a meus próprios braços. - Droga. Olie, precisamos tirar esse bichos. - Puxei pela memoria um dos ensinamentos da ilha. - Não entre em panico. - Repetia aquelas palavras para mim mesma. - Olie, presta atenção como eu faço. Primeiro ensinamento, localize a cabeça e a ventosa. A cabeça é a parte mais estreita da sanguessuga, e a ventosa é a parte com a qual ela se fixa a nossa pele. Se a sanguessuga grudar nos braços, pernas, torso ou qualquer outro local do corpo que seja de fácil acesso, é possível removê-la sem a ajuda de ninguém. Caso contrário, certamente será necessário o auxílio de outra pessoa na tarefa de removê-la.Vou precisar remover se tiver alguma sanguesuga em suas costas Oliver e vice versa.

Olhei os bichinhos sobre minha pele e primeiro tentaria localizar a cabeça e as ventosas das sanguesugas, e depois enfiaria minha unha por baixo da ventosa da sanguessuga. Com uma das mãos, puxaria delicadamente a pele próxima à extremidade inferior da sanguessuga, em seguida, com a outra mão, enfiaria minha unha por baixo da ventosa. A sanguessuga tentaria se fixar novamente em minha pele e eu tentaria a retirar rapidamente para que não grudasse de novo.O próximo passo seria retirar as sanguesugas que Oliver não alcançar e tentar cuidar de nossos ferimentos. Quando as sanguessugas se agarram à pele, injetam um anticoagulante, a fim de evitar que o sangue se coagule antes de poder sugá-lo. Desse modo, ao remover a sanguessuga, o ferimento poderá sangrar por várias horas, até mesmo dias, até que o anticoagulante seja totalmente eliminado do corpo. Pegaria minha caixa de primeiros socorros e tentaria limpar o local do ferimento com álcool, e logo depois colocaria uma pequena faixa para proteger os ferimentos.

Armas:
* Ice:Um arco todo feito de cristal gelado, inquebrável, e a corda é de um material transparente. As flechas são infinitas, e, quando em contato com a pele do inimigo, começa a congelá-lo - se não matá-lo com o tiro, matará congelado. Transformam-se em duas pulseiras também de cristal.

* Adaga de Gelo: Uma adaga inteiramente de gelo que derrete, mas pode se reconstituir se o semideus desejar. Esta adaga é uma boa arma contra monstros de pele dura, pois é muitíssima afiada.

*Kit de Primeiros (e Segundos) Socorros – Kit super-mega completo. Contém comprimidos para febre, gaze, curativos, xarope para tosse, analgésicos, bisturis pequenos para incisões externas, seringas, algumas agulhas, linha, pomadas e cremes para cicatrização e cura, algumas poções regeneradoras perfeitas para a Técnica de Cura e Ressuscitação, ataduras e muito mais. Apresenta-se numa maletinha pequena com a típica cruz vermelha, tudo feito de plástico, mas surpreende no tamanho e capacidade de transporte formidável e ampliado magicamente. O melhor de tudo: além de imperdível e indestrutível, todo seu conteúdo nunca acaba.

*Atirador Montado de Pulso de Agulhas – Um dispositivo de tiro, como um estilingue, montado no antebraço para tiro de agulhas ou, em casos realmente críticos e em falta de agulhas, de outra coisa. As agulhas são colocadas anteriormente no dispositivo e guardadas em pequenos tambores (cinco no total, número de agulhas que são atiradas)que pode ter veneno acrescentado em seu interior para mais fatalidade. Ele tem cinco fios que se ramificam para cada tamboril, que pode ser esticado como no caso de um estilingue e serve para atirar as 5 agulhas de uma vez. As agulhas atiradas, logicamente, têm mais poder de velocidade, perfuração e também o elemento surpresa, caso o utilizador esteja usando mangas compridas. Afinal, a arma por ser localizada no antebraço pode ser escondida nestes casos.


Athenas
Mistério
thanks juuub's @ cp!



Lua Wild
avatar
Luanna A. Wild
Curandeiros de Asclepios
Curandeiros de Asclepios

Mensagens : 99
Data de inscrição : 09/04/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Zeus em Qua Abr 27, 2016 9:20 am


O misterio de Atenas
-Desaparecidos?!- Dionisio encontrava-se histérico na casa grande, tinha enviado dois campistas esperando que voltassem com informações valiosas e um possível caso resolvido em troca tivera dois semideuses desaparecidos e uma nova missão prestes a começar. Atenas encontrava-se realmente mais complicada do que o esperado, campistas comuns não lhe pareciam mais suficiente bons para a tarefa, ele pedira ajuda a Erebus. O deus então concedeu-lhe dois jovens, um grego e um romano para lhe auxiliar na tarefa, Pietra e Allen deveriam encontrar os semideuses perdidos e se possível solucionar o que foi deixado para trás ainda que pela metade.
.....
A mesma floresta se fechava ao redor dos campistas, aparentemente negra, a dois dias partiram sem rumo agora deparam-se com uma situação um tanto constrangedora. Bateram de frente, vindo de lares diferentes, sem se conhecer e com um mesmo proposito, obrigados a trabalhar juntos em prol do que os deuses chamam de um bem maior, não que deixasse de ser. Tentar retornar a floresta é basicamente impossível, portando tudo que sobra é o penhasco rochoso e a ilha mais ao longe conhecida como a cidade, pular e atravessar parece uma boa solução, se de algum jeito quiserem morrer no processo. Se forem espertos, acharão outra saída.


Instruções e Regras:

-Vocês foram enviados ao mesmo penhasco que Oliver e Luanna outrora estiveram. Como são de acampamentos diferentes acabaram por se esbarrar nesse mesmo local, narrem as reações de ambos ao trombarem de frente. A floresta ao redor tende a fechar todos nesse penhasco, quanto mais tentarem passar atravez dela mais ela se fecha ao redor de vocês impedindo a passagem. Para sair? Pular do penhasco e atravessar o mar até a ilha (Athenas) ou encontrar uma maneira de chegar até lá cruzando ambos.

-Minimo de 8 linhas por post e sei que ambos são capazes de fazer mais do que isso

- A ordem de postagem ficara a critério de vocês, nesse caso ela se torna irrelevante

-Vocês terão 7 dias para postarem a cada nova postagem minha, se forem rápidos tentarei ser rápido (prazo inicial será mais longo vocês tem até 05/05)

-Duvidas devem ser enviadas via MP

-Boa sorte



Lorde Zeus
avatar
Zeus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 1101
Data de inscrição : 01/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Oliver Ehlert Nordberg em Qui Maio 05, 2016 11:35 am


troublemaker
❝ Wanna be a Troublemaker ❞

Sob a imensidão do breu, da ausência de luz e cores, o loiro se encontrava. O bastardo de Hades há certo tempo se tornou um serviçal do senhor das trevas, Érebus, um antigo e primordial deus. O mesmo lentamente ergueu as pálpebras que antes recobrias as suas claras vistas, fitando o teto do seu chalé. Teve conhecimento da notícia de dois campistas que desapareceram em uma missão na cidade de Atenas, Grécia. “Desapareceram e como?”, indagou em seus pensamentos ao se retirar a passos lentos do local onde jaz, o chalé dos necromantes.

Ele sempre foi de andar precavido, pois pode vir a ocorrer um ataque tão súbito quanto à chegada do dia e da noite. Seu traje – uma camiseta branca sobreposta por uma jaqueta de couro preto, uma calça jeans azulada e tênis – é quase que recoberto pelo manto, uma capa dada como presente ao se tornar um necromante. No dedo médio direito se encontra um anel, em específico, que é capaz de aumentar percentualmente a velocidade da prole submundana; no médio canhoto tem a existência doutro anel, este que se torna um arco. Num tipo de coldre feito de couro na coxa destra, uma adaga ali se encontra, a qual foi presente direto do próprio Érebus. Na bainha do lado canhoto da silhueta do rapaz tem uma espada, outro presente ao se transformar num necromante; no lado oposto da cintura – o direito -, outra espada fica ali guardada em uma bainha. No antebraço do membro superior esquerdo, um escudo feito de bronze celestial jaz. No bolso de sua calça tem um item mais do que especial, o qual tem a forma de uma ampulheta e a sua habilidade é mais do que poderosa. Por fim, ele também traja umas luvas metálicas em, obviamente, seus punhos.

Passando pelo o Acampamento Meio-Sangue, lugar onde mora a certa fatia de sua vida, na verdade, residindo desde o momento que sua mãe veio a falecer perante as presas do leão de nemeia. Um ímpeto movimento de campistas por todos e quaisquer lados que o semideus de Hades podia ver ao rolar seus globos oculares rapidamente. Outrora um semideus esbarrou contra o corpo do loiro que o encarou de canto, fuzilando-o com olhar. – Pra você. – Disse o garoto que logo desapareceu em uma corrida, mas antes colocando um comunicado, uma mensagem dada por seu mestre, onde Allen deveria continuar o que os desaparecidos não conseguiram terminar a certo tempo atrás. – Mereço. – Comentou Allen enquanto ergueu ambas suas palmas até o capuz da capa de invisibilidade, colocando-o sobre o seu crânio, saindo do acampamento com o Charizard, o seu dragão de vácuo que apareceu próximo ao garoto com o comando dele.

...


Lá estava o filho dos mortos, não muito distante do penhasco. Estava – especificamente – em uma floresta negra que se fechava mais e mais a cada passo que cada. Charizard, ao lado de seu dono em meio à caminhada, parecia mais atento que o próprio semideus, este que somente olhava para frente. Contudo,  ao ouvir um som de um galho quebrando, um pedaço de uma árvore sobre o chão que foi pisado, o rapaz de mechas douradas direcionou a sua visão até donde o som se criou. A sua mão já tateava o cabo da sua Sword of Vacuum caso fosse um inimigo, entretanto, ao perceber de quem era, deixou de posicionar-se em seu modo de combate, relaxando o corpo novamente. – Hm? – Soltou tal sonido abafado por seus lábios cerrados quando notar a figura feminina. – Hey. O que faz aqui? – Perguntou, entrelaçando um braço no outro. Logo desfez isso ao tomar informação que a mesma estava ali pelo o mesmo motivo que ele, acabar aquele serviço. – Então Érebus também te enviou? – Questionou mesmo já sabendo que a resposta era sim. – Bem, inicialmente... Prazer, sou Allen. Filho de Hades. – Cumprimentou a menor ao mesmo tempo em que em seus lábios, ao curvar os cantos, esboçou um simpático sorriso.

...


Então, no penhasco chegaram após andar e andar. Allen olhou ao redor, só tem o penhasco e a floresta por aonde vieram momentos atrás. – E agora? – Perguntou, locomovendo-se em lentidão até a beirada do penhasco, recuando logo em seguida. – Se pularmos, provavelmente vamos morrer quando alcançarmos a água. E não dá para voltar. – Dirigiu os olhos límpidos à semideusa, porém os direcionando ao horizonte logo em seguida. Retirou o capuz que quase ocultava a sua face, colocando a mão a frente da face devido ao incandescente sol que o irritava. Correu seus olhos para o seu dragão de estimação, este que é feito de vácuo, mas que é possível montar sobre o mesmo. – Charizard, aqui. – O chamou para em direção a si, assim a criatura fez. – Pietra, a melhor solução é sobrevoarmos o penhasco e mar até chegarmos à ilha. – Comentou, olhando para garota enquanto montava sobre o seu dragão. – Tem espaço aqui se quiser vir. – Complementou, sorrindo de canto.

Adendos:
Armas:
* Espada de Ferro Estígio: Nas mãos de um filho de Hades é perfeita em precisão e dano. A cada golpe feito em monstros a espada converte o dano do monstro em energia e vida para quem a usa

8- Pressa: Uma vez em batalha quando portando o colar com um pequeno pingente de olho, o semideus consegue se mover 20% mais rápido podendo se livrar de ataques de pessoas no mesmo nível ou abaixo de si com mais facilidade.

§ - Sword of the Vacuum - Uma espada com a lamina negra, que quando o jovem a utiliza, ela pode lançar uma rajada de vácuo, que ai invés de jogar o alvo para longe, faz com que o local acertado seja contraído/esmagado de certa forma (não esmaga completo, apenas causa grande dor).

§ -Cover of Darkness/Κάλυψη του σκότους - Uma capa que cobre o corpo do necromante de Érebus, impedindo que qualquer um o veja, ou escute onde ele está, é como se o mesmo não estivesse no local. Apenas quem os necromantes querem que os veja, os vê.

υπέρτατη εξουσία/Força Obscura - Uma adaga de ferro estígio que aumenta em 40% a força do semideus e em 20% a sua velocidade

4-Um anel de bronze celestial que se transforma em um arco com flechas invisíveis (basta puxar a corda e a flecha de luz aparece).

Cristal Magico: Uma ampulheta feita de cristal que quando girada ao lado oposto dará ao semideus o poder de voltar alguns minutos no tempo e contornar uma ação que possa prejudica-lo. Volta até 10 minutos no tempo de acordo com a vontade do semideus.

Cargas em mão: Um par de luvas de bronze que abrem buracos em seu centro, tais orifícios servem como base de armazenamento, isso porque quando um inimigo tentar atingir o semideus com poderes de agua, fogo, raio, ou qualquer elemento semelhante terá as bolas de energia sugadas por esses buracos das luvas e ao comando do semideus podem ser atirados de volta de igual maneira contra aqueles que liberaram o poder.

♈ Boost [Escudo circular, baseado no modelo espartano. Possui um metro de raio, feito de bronze celestial e com peso considerável, de modo que seu uso dificulta movimentos ágeis e velozes. É levemente curvado, para facilitar o seu uso em manobras defensivas, e carrega a letra grega Ômega maiúscula em seu centro. Seu brilho é extremo, tendo sempre o aspecto de recém-polida. Uma vez a cada dois turnos de combate, o escudo possui a habilidade de absorver completamente um ataque bloqueado por ele, anulando todo o dano que seria causado ao usuário. No turno seguinte, o ataque absorvido é convertido em força física para o semideus, de modo que seu próximo ataque terá dano dobrado.] [300 dracmas]
Mascote:
Charizard-Void Drákos: Um dragão constituído de vácuo, seu corpo é todo preto e possui pontos cintilantes espalhado por todo o seu corpo, como se fosse as estrelas. Dentre suas habilidades, tem uma que consiste em lançar chamas, estas quais são extremamente negras e frias, além de queimarem, também dá sensação ao atingido que estar no mais puro vácuo, dando-lhe um momento de agonia e terror. O corpo do dragão não é afetados por ataques físicos normais, apenas com armas e ataques mágicos/elementares, e embora os ataques físicos não funcionem no dragão, seus ataques funcionam perfeitamente nos inimigos de seu dono.  




"Pensamentos"
— Fala


You're so conceited, I said "I love you". What does it matter if I'm lying to you?
avatar
Oliver Ehlert Nordberg
Necromantes de erebus
Necromantes de erebus

Mensagens : 288
Data de inscrição : 28/11/2015
Idade : 19
Localização : Por ali.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Amber Höff Spielgeman em Qui Maio 05, 2016 5:12 pm

A ruiva já tinha acordado no Acampamento Júpiter há tempos, além de ter arrumado todos os seus materiais, seus itens de combate logo quando despertou. Ela tinha a impressão algo estaria para acontecer e não demoraria muito, tinha convicção nisso. Passo por passo, pé a pé, em um andar lento, calmo, sereno ela saiu da V Coorte. Seus olhos fitaram ao redor, analisando o que há por ali. Somente o mesmo de sempre, semideuses treinando, batalhando entre si em busca de melhor. O seu dragão de vácuo apelidado por Shadow estava ao seu lado, também observando tudo.

Repentinamente, um garoto correu para em direção a semideus de Júpiter, entregando-a em suas mãos um tipo de carta. – Érebus. – O deus das trevas foi quem enviou tal papel, este que falava sobre uma missão que ela deveria continuar em Atenas – na Grécia -, além de dois semideuses que desapareceram nela. – Shadow, vamos lá. – Pronunciou a garota a fim de chamar a atenção da criatura de estimação ao mesmo tempo em que andava para a saída do local.

Era uma obscura floresta, além de fechada e densa. Pietra mal conseguia se guiar ali dentro, andando bruscamente e em passos descuidados. Em certo momento do percurso pelo o lugar escuro, ela pisou em um galho seco no chão, gerando um som de estralo ao se quebrar. – Droga. – Murmurou, se insultando mentalmente pelo o fazer. Percebeu que outra pessoa ali se encontra, apareceu logo quando com o ressoar do galho quebrando. – O que faço aqui? O que você faz aqui? Érebus me enviou para uma missão. – Respondeu o questionamento feito pelo garoto, o qual voltou logo a perguntar sobre isso. A garota deu de ombros enquanto assentiu. – Pietra. Filha de Júpiter, prazer. – Cumprimentou o rapaz instante após em que ele fez o mesmo, delineando um suave sorriso em seus lábios.

Agora, tempos depois de uma caminhada, ambos os semideuses estavam em um penhasco. Um lugar sem ida e sem vinda. Não poderiam se atirar da beirada, as rochas logo abaixo os destroçariam em pedaços, também não podiam voltar, a floresta não permitia isso. – Sei lá. Voando? – Foi o que ela respondeu num tom sarcástico sobre a reflexão feita pelo o loiro. Voar com certeza era a melhor solução, principalmente porque ambos possuem dragões dados de presentes por Érebus. Pietra tornou a olhar Shadow, ele fez o mesmo. – Vamos voar então. – Ela falou, subindo sobre as costas do animal. – Não precisa, Shadow sabe cuidar de mim. – Ela respondeu, acariciando o dragão de vácuo.

Adendos:

Equipamentos:
σκοτάδι τιμωρία/Escuridão Punidora - Um chicote negro que se estende até 4 metros, criando pequenos espinhos venenosos quando a semideusa desejar. Esses espinhos liberam uma pequena quantidade de veneno que deixa quem for atingido levemente tonto.

Bushin: Estojo com as mais diversas armas: Um arco com uma aljava cheia de flechas, uma katana, uma wakizashi, uma tantou, uma lança, duas pistolas de 9mm e uma escopeta de caça. Quando fora de uso, assume a forma de uma mochila. Apesar de todas as armas que possui, é incrivelmente leve.

Osiris - é uma grande foice feita de prata com uma tonalidade azul clara (quase branco). A lâmina é longa e curva, saindo da ponta do Snaith no seu calcanhar. O Snaith (cabo) em si parece ser feita de madeira, e têm duas alças salientes extremidades opostas que se assemelham a galhos reduzidos. Esses galhos podem ser usados como alças para ajudar o usuário a girar a arma enquanto ele ataca. Quando é usado para atacar, deixa para trás uma sequência de luz azul em seu rastro, semelhante à cor da arma que não função nenhuma. Devido à aerodinâmica e ao peso baixo, a foice realiza golpes (cortes) velozes.  

* Espada Relampeante – Espada de ouro celestial cuje a lâmina tem o formato de um raio. O portador tem sua agilidade e sua velocidade ampliadas.

*Escudo de Zeus - Escudo de metal puro, com a imagem na frente de um pégasos. relativamente mais pesado que os outros

Adaga de Ares  - Uma adaga banhada nos mais nobres sangues de todas as guerras, que quando usada pelo semi-deus  aumenta em 50% sua força.

§ -Cover of Darkness/Κάλυψη του σκότους - Uma capa que cobre o corpo do necromante de Érebus, impedindo que qualquer um o veja, ou escute onde ele está, é como se o mesmo não estivesse no local. Apenas quem os necromantes querem que os veja, os vê.

§ - Glove of Darkness - Uma luva feita da escuridão, pelo próprio Érebus, a mesma contem "escuridão" assim, sempre que o necromante do mesmo desejar escuridão sairá da mesma, para que ele controle tal coisa, podendo materializar e moldar como quiser. (Sempre que utilizar sente fortes dores de cabeça)

Mascote:
Void Drákos - Shadow: § Um dragão constituído de vácuo, seu corpo é todo preto e possui pontos cintilantes espalhado por todo o seu corpo, como se fosse as estrelas. Dentre suas habilidades, tem uma que consiste em lançar chamas, estas quais são extremamente negras e frias, além de queimarem, também dá sensação ao atingido que estar no mais puro vácuo, dando-lhe um momento de agonia e terror. O corpo do dragão não é afetados por ataques físicos normais, apenas com armas e ataques mágicos/elementares, e embora os ataques físicos não funcionem no dragão, seus ataques funcionam perfeitamente nos inimigos de seu dono.
Athenas
Mission



Necromante | Amber Höff Spielgeman | Love u Ollie <3
avatar
Amber Höff Spielgeman
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 78
Data de inscrição : 29/06/2014
Idade : 17
Localização : Na minha, mas se quiser eu fico na sua... -q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Zeus em Qua Maio 11, 2016 10:44 am


O misterio de Atenas
Ao que tudo indicava até o momento os deuses tinham conseguido selecionar proles um tanto mais espertos, necromantes, mesmo que ainda não se conhecessem seriam capazes de trabalhar bem em conjunto, como esperado de proles dos três grandes. Os mascotes serviriam bem a causa, só tinha um detalhe que eles estavam esquecendo, aqueles mascotes seriam alvos facilmente visíveis, e poderiam denunciados ao inimigo com mais facilidade. Engenhoso subir sobre eles para atravessar o mar, coisa que pelo céu não demorou muito, ainda assim alguém na cidade os observava, e eles encontravam-se alheios a isso. Pousaram na praia, a mesma em que outrora dois filhos de deuses também estiveram e a sensação gritante de que algo estava errado tomou conta dos dois. Seguiram em frente, o caminho limpo sem qualquer guarda até que da areia eles surgiram, possíveis guardiões da entrada da cidade, pequenos escorpiões, negros, vários deles subindo pelas pernas de Pietra e Allen.


Instruções e Regras:

-São 10 escorpiões ao todo, para continuar livrem-se deles, mas não afirmem que conseguiram ou não faze-lo.

-Minimo de 8 linhas por post e sei que ambos são capazes de fazer mais do que isso

- A ordem de postagem ficara a critério de vocês, nesse caso ela se torna irrelevante

-Vocês terão 7 dias para postarem a cada nova postagem minha, se forem rápidos tentarei ser rápido (prazo inicial será mais longo vocês tem até 17/05)

-Duvidas devem ser enviadas via MP

-Boa sorte



Lorde Zeus
avatar
Zeus
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 1101
Data de inscrição : 01/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Amber Höff Spielgeman em Sab Maio 21, 2016 10:40 am

Rolou os olhos, enquanto voltava-se em direção ao dragão. - Tenho certeza que será melhor ir com eles, e acredito que não será bom se o deixarmos. Quem sabe se vamos ter algum outro penhasco? - Disse, arrumando-se em Shadow. Seus olhos eram fixos no horizonte, colocando o óculos escuro. Claramente não deixou de analisar estreitamente a aparência do semideus e o modo de como ele portava. Por um momento ela virou para ele, como se pedisse permissão para ir, coisa que não precisava. Pietra nunca precisava de ninguém. Ao se dar conta do que tinha feito, ordenou que levantasse voo.

O voo era fácil, sentia o vento levantar seus cabelos e empurrá-los para trás. A ruiva manteve a face rígida, enquanto pensava sobre o que poderiam fazer e como chegar ao destino, mas nunca se sabia o que iria encontrar ao chegar em determinado local. Seria bom estar preparada para qualquer situação. Pelo menos um pouco. Moveu a adaga de ares da bolsa, prendendo-a na cintura.

Chegando na praia, depois de determinado tempo, pousaram. Juntos. Vai ser mais que complicado dividir espeço com esse cara. - Poderíamos agora começar a pensar juntos sobre o que vamos fazer, se vamos ter que trabalhar juntos. Recuperar os semideuses está no topo da lista, mas não vamos encontrá-los sem saber o motivo de terem sumido. - Ela suspirou exageradamente, com desprezo. - Me chame de insensível, mas eles não são mais importantes. - Mordeu os lábios, observando o belo rapaz a sua frente.

Sentiu um formigamento em seus pés, talvez fosse a viagem. Mas só percebeu quando viu o primeiro escorpião chegar aos pés de Allen. - Droga, Júpiter! - Reclamou quando viu seus próprios pés cheio de escorpiões, não muito alto, mas o suficiente para que o filho do submundo a escutasse. Ela voltou-se para a sua cintura, buscando a adaga. Não poderia esmagá-los sem ser mordida e nem sem se cortar talvez. Ela deu vários pulos tentando os derrubar, mas o movimento que faria a seguir teria que vir debaixo de suas cascas, pegando entre a perna e o corpo do invertebrado e o arremessar dela. Caso não funcionasse poderia tentar eletrocutá-los, se conseguisse fazer com que a energia fluísse pelo seu corpo, não seria em vão.

Adendos:

Habilidades:
Nível IV
Eletrocinese (Intermediário): Agora o controle sobre a eletricidade aumenta, o filho de Zeus pode usar várias partes de seu corpo para fazer ela fluir. Além de recuperar 25% do HP e da MP.
Controle elétrico (Inicial): A eletricidade flui de todo o corpo do semideus, desde seus pés até os cabelos, e com isso ele pode fazer com que ela siga suas vontades por um certo tempo e em pouca quantidade.

Nível III
Eletrizante – Uma corrente elétrica percorre por todo seu corpo, dando assim choques em quem encostar-se a você e vice-versa.

Equipamentos:
σκοτάδι τιμωρία/Escuridão Punidora - Um chicote negro que se estende até 4 metros, criando pequenos espinhos venenosos quando a semideusa desejar. Esses espinhos liberam uma pequena quantidade de veneno que deixa quem for atingido levemente tonto.

Bushin: Estojo com as mais diversas armas: Um arco com uma aljava cheia de flechas, uma katana, uma wakizashi, uma tantou, uma lança, duas pistolas de 9mm e uma escopeta de caça. Quando fora de uso, assume a forma de uma mochila. Apesar de todas as armas que possui, é incrivelmente leve.

Osiris - é uma grande foice feita de prata com uma tonalidade azul clara (quase branco). A lâmina é longa e curva, saindo da ponta do Snaith no seu calcanhar. O Snaith (cabo) em si parece ser feita de madeira, e têm duas alças salientes extremidades opostas que se assemelham a galhos reduzidos. Esses galhos podem ser usados como alças para ajudar o usuário a girar a arma enquanto ele ataca. Quando é usado para atacar, deixa para trás uma sequência de luz azul em seu rastro, semelhante à cor da arma que não função nenhuma. Devido à aerodinâmica e ao peso baixo, a foice realiza golpes (cortes) velozes.  

* Espada Relampeante – Espada de ouro celestial cuje a lâmina tem o formato de um raio. O portador tem sua agilidade e sua velocidade ampliadas.

*Escudo de Zeus - Escudo de metal puro, com a imagem na frente de um pégasos. relativamente mais pesado que os outros

Adaga de Ares  - Uma adaga banhada nos mais nobres sangues de todas as guerras, que quando usada pelo semi-deus  aumenta em 50% sua força.

§ -Cover of Darkness/Κάλυψη του σκότους - Uma capa que cobre o corpo do necromante de Érebus, impedindo que qualquer um o veja, ou escute onde ele está, é como se o mesmo não estivesse no local. Apenas quem os necromantes querem que os veja, os vê.

§ - Glove of Darkness - Uma luva feita da escuridão, pelo próprio Érebus, a mesma contem "escuridão" assim, sempre que o necromante do mesmo desejar escuridão sairá da mesma, para que ele controle tal coisa, podendo materializar e moldar como quiser. (Sempre que utilizar sente fortes dores de cabeça)

Mascote:
Void Drákos - Shadow: § Um dragão constituído de vácuo, seu corpo é todo preto e possui pontos cintilantes espalhado por todo o seu corpo, como se fosse as estrelas. Dentre suas habilidades, tem uma que consiste em lançar chamas, estas quais são extremamente negras e frias, além de queimarem, também dá sensação ao atingido que estar no mais puro vácuo, dando-lhe um momento de agonia e terror. O corpo do dragão não é afetados por ataques físicos normais, apenas com armas e ataques mágicos/elementares, e embora os ataques físicos não funcionem no dragão, seus ataques funcionam perfeitamente nos inimigos de seu dono.
Athenas
Mission



Necromante | Amber Höff Spielgeman | Love u Ollie <3
avatar
Amber Höff Spielgeman
V Coorte
V Coorte

Mensagens : 78
Data de inscrição : 29/06/2014
Idade : 17
Localização : Na minha, mas se quiser eu fico na sua... -q

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Oliver Ehlert Nordberg em Sab Maio 21, 2016 4:29 pm


troublemaker
❝ Wanna be a Troublemaker ❞

Como estivesse à procura de algo, o loiro perpassou as vistas pela redondeza com o intuito de achar outro meio para saírem daqui, exceto aquele que antes havia sugerido – sobrevoarem o mar com as mascotes -. Deu as costas a ela ao subir no animal ao perceber que o outro jeito de escaparem dali seria a morte definitiva no penhasco. Fitou-a de canto, por sobre o seu ombro direito enquanto percebia que a ruiva subia no seu dragão como ele antes fizera. Ele assentiu com o que escutou vindo da mesma, aquelas criaturas poderiam vir a calhar.

– Único problema de ir voando é... – O necromante fez uma pausa ao desviar os olhos até o horizonte não muito distante de si, contraindo os lábios. – Deixa pra lá. – Deu de ombros enquanto ficava suspenso ao ar com o dragão que começava a erguer pra voar. Colocou o capuz da capa pra esconder o rosto novamente, dando um ar sombrio ao rapaz. Com uma mão a se segurar em Charizard, a outra tateou o punho de uma de suas espadas – espada de ferro estígio -, preparando-se para um combate, caso este viesse a acontecer. “Caso o acaso vier a ocorrer”, comentou-o em seus pensamentos, pressionando a palma no cabo ao mesmo tempo em que respirava profundamente.

Não tardou muito tempo para que as solas dos sapatos do filho do submundo viessem ir de encontro à areia de uma praia, local onde aterrissaram. Ainda precavido, a mão não largava por nenhum momento aquele objeto de lâminas, ouvindo com atenção o que a bela figura feminina. Mirava-a de canto de olhos, com um olhar franzido. – Não vou negar isso. Resgatá-los é um objetivo a parte desta tarefa. – Comentou, liberando o ar comprimido em seus pulmões em um suspiro pesado de desdém. Foi então, em meio a pensamentos, que percebeu o falar da semideusa não muito distante dele que estava a se debater.

Allen estreitou os olhos, percebendo que havia pequenos escorpiões de médio porte nos pés da garota. Olhou para os próprios, constatando que aquelas criaturas também subiam nos dele. – Que saco. - Dizia o mesmo enquanto rodeava o local em escuridão, coisa que é a favor de ambos. Logo resfriou a temperatura corporal ao sacar a espada de Hades em um movimento rápido, mas usá-la poderia machucar mais ele do que os escorpiões em si. Ele, então, cobrindo o corpo com sombras, um tipo de revestimento, uma armadura, ele tentaria se proteger dos adversários. Nisso, fazendo uso da umbracinese, o semideus moldaria as sombras em tipo de mãos sólidas e físicas com o intuito de remover os escorpiões de seu corpo, então tentaria cortá-los com a espada.



Adendos:
Poderes:
Passivo:
> Nível 1, Visão – Você é capaz de enxergar tão bem no escuro, quanto enxerga no claro.

Level 1: Pericia com a espada. Como mostrado no arquivos de semideuses, a espada se tornou um símbolo de Hades e por isso você tem mais facilidade em manusear essa arma que qualquer outro semideus.

Level 3: Pele fria. Como dito no livro, a pele dos filhos de Hades é fria como gelo, e isso sem esforço, pois com esforço eles podem no toque diminuir a temperatura corporal do inimigo, atordoando o mesmo ou pelo menos fazendo-o recuar.

> Nível 3, Escuridão – Meus necros são capazes de criar escuridão, a sua vontade.

Level 6: Perícia de Plutão. Quando você estiver embaixo de uma sombra nenhum monstro, mortal ou semideus poderá te ver.

> Nível 7, Estratégia – Sempre tem uma boa estratégia em mente, e estas dificilmente falham. São estratégias dignas de Athena, mas não se comparam a um filho de Athena, do mesmo nível.
Ativos:
Level 6:Armadura Sombria: O semideus é capaz de circular o corpo com energia escura, permitindo que crie uma armadura ao redor, nesse nível a armadura só aguenta dois turnos, não pode ser penetrada ou quebrada, poderes mentais não o protegem, apenas físicos. Gasta 15 MP por turno usado.

Level 11: Umbracinese III: Você dominou completamente sua técnica com sombras, e agora pode manipula-las e usa-las da forma como bem entender, incluindo criar uma prisão sombria, da qual seu oponente dificilmente escapara. Consegue mantê-la por até três rodadas: Consome 15 MP por turno usado.
Armas:
* Espada de Ferro Estígio: Nas mãos de um filho de Hades é perfeita em precisão e dano. A cada golpe feito em monstros a espada converte o dano do monstro em energia e vida para quem a usa

8- Pressa: Uma vez em batalha quando portando o colar com um pequeno pingente de olho, o semideus consegue se mover 20% mais rápido podendo se livrar de ataques de pessoas no mesmo nível ou abaixo de si com mais facilidade.

§ - Sword of the Vacuum - Uma espada com a lamina negra, que quando o jovem a utiliza, ela pode lançar uma rajada de vácuo, que ai invés de jogar o alvo para longe, faz com que o local acertado seja contraído/esmagado de certa forma (não esmaga completo, apenas causa grande dor).

§ -Cover of Darkness/Κάλυψη του σκότους - Uma capa que cobre o corpo do necromante de Érebus, impedindo que qualquer um o veja, ou escute onde ele está, é como se o mesmo não estivesse no local. Apenas quem os necromantes querem que os veja, os vê.

υπέρτατη εξουσία/Força Obscura - Uma adaga de ferro estígio que aumenta em 40% a força do semideus e em 20% a sua velocidade

4-Um anel de bronze celestial que se transforma em um arco com flechas invisíveis (basta puxar a corda e a flecha de luz aparece).

Cristal Magico: Uma ampulheta feita de cristal que quando girada ao lado oposto dará ao semideus o poder de voltar alguns minutos no tempo e contornar uma ação que possa prejudica-lo. Volta até 10 minutos no tempo de acordo com a vontade do semideus.

Cargas em mão: Um par de luvas de bronze que abrem buracos em seu centro, tais orifícios servem como base de armazenamento, isso porque quando um inimigo tentar atingir o semideus com poderes de agua, fogo, raio, ou qualquer elemento semelhante terá as bolas de energia sugadas por esses buracos das luvas e ao comando do semideus podem ser atirados de volta de igual maneira contra aqueles que liberaram o poder.

♈ Boost [Escudo circular, baseado no modelo espartano. Possui um metro de raio, feito de bronze celestial e com peso considerável, de modo que seu uso dificulta movimentos ágeis e velozes. É levemente curvado, para facilitar o seu uso em manobras defensivas, e carrega a letra grega Ômega maiúscula em seu centro. Seu brilho é extremo, tendo sempre o aspecto de recém-polida. Uma vez a cada dois turnos de combate, o escudo possui a habilidade de absorver completamente um ataque bloqueado por ele, anulando todo o dano que seria causado ao usuário. No turno seguinte, o ataque absorvido é convertido em força física para o semideus, de modo que seu próximo ataque terá dano dobrado.] [300 dracmas]
Mascote:
Charizard-Void Drákos: Um dragão constituído de vácuo, seu corpo é todo preto e possui pontos cintilantes espalhado por todo o seu corpo, como se fosse as estrelas. Dentre suas habilidades, tem uma que consiste em lançar chamas, estas quais são extremamente negras e frias, além de queimarem, também dá sensação ao atingido que estar no mais puro vácuo, dando-lhe um momento de agonia e terror. O corpo do dragão não é afetados por ataques físicos normais, apenas com armas e ataques mágicos/elementares, e embora os ataques físicos não funcionem no dragão, seus ataques funcionam perfeitamente nos inimigos de seu dono.  




"Pensamentos"
— Fala


You're so conceited, I said "I love you". What does it matter if I'm lying to you?
avatar
Oliver Ehlert Nordberg
Necromantes de erebus
Necromantes de erebus

Mensagens : 288
Data de inscrição : 28/11/2015
Idade : 19
Localização : Por ali.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mistérios em Atenas- Missão para Pietra e Allen

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum